Fórum de Discussão Contactos

Últimos vinhos

arrow Bouchard Père & Fils Chassagne Montrachet 2006
arrow Brites de Aguiar 2006
arrow Casa de Santar Reserva branco 2007
arrow Casa do Lago Fernão Pires 2007
arrow Caves São João Reserva 2005
arrow Fiuza Premium Touriga Nacional / Cabernet Sauvignon 2006
arrow Fonseca 20 Anos (Engarrafado em 2007)
arrow Herdade de São Miguel Colheita Seleccionada 2007
arrow Hetszolo Tokaj Late Harvest 2006
arrow Muros Antigos Alvarinho 2007
arrow Pape 2006
arrow Poças Vintage 2005
arrow Quatro Caminhos Reserva 2005
arrow Quinta de Baixo Reserva branco 2006
arrow Quinta do Côro Cabernet Sauvignon 2005
arrow Quinta Vale da Raposa Tinto Cão 2004
arrow Remelluri Reserva 2003
arrow Terras de Lantano Albariño 2006
arrow Venâncio da Costa Lima Moscatel de Setúbal Reserva 2001
arrow Bacalhôa Moscatel Roxo 1998

Purple Angel da Montes...pela mão da ME SELECTIONS

divider
Purple Angel da Montes… pela mão da ME SELECTIONS
Autor: Pedro Gomes
Data: 2008
Tema: Reportagem


O lançamento em primeira-mão do vinho Purple Angel 2005, da casa Montes, serviu de motivo para uma apresentação alargada dos vinhos deste prestigiado produtor chileno.

O evento foi organizado pela ME Selections, empresa fundada em 2000 e que, sob a liderança de Maria Emília Campos, tem pautado a sua presença no mercado por critérios muito apertados na escolha dos seus parceiros. A opção por exclusivos e a preferência por marcas de reconhecido prestígio internacional são notórios e, neste momento, para além de agente exclusivo da marca Churchill’s, o portfolio da empresa inclui as prestigiadas casas Pascal Jolivet (Loire), Hugel (Alsácia), Faivelay (Borgonha) e Montes (Chile). Tudo indica que a expansão da empresa seja para continuar e é natural que muito em breve se venham a firmar novas parcerias com nomes franceses, incluindo um produtor de champanhe de reconhecido prestígio.

O contacto com a nova “estrela” do universo Montes, bem como a possibilidade de provar a quase totalidade da sua gama de vinhos permitiu perceber o porquê do seu sucesso internacional.

Efectivamente, o nome Montes há muito que ganhou reputação pelo mundo fora e os seus vinhos de entrada de gama (classic series) espelham bem as virtudes do chamado Novo Mundo: vinhos irrepreensíveis na sua elaboração, com boa expressão aromática, macios e de fácil beber. Não sendo vinhos de guarda, mostram-se perfeitamente adequados para um consumo imediato (disponíveis nas versões Sauvignon Blanc, Pinot Noir e Cabernet Sauvignon).

Já a gama “Alpha” aponta para vinhos mais ambiciosos, mais vigorosos e estruturados e, nessa medida, mais versáteis em termos de consumo, na medida em que admitem um consumo imediato ou diferido no tempo. Todos eles muito bem desenhados mas, pontualmente, a pedirem alguma contenção nas temperaturas de serviço, para que se esbata parcialmente a sua força alcoólica (disponível nas versões Chardonnay, Cabernet Sauvignon e Syrah).

No topo da hierarquia aparece o emblemático Montes Alpha M”, o vinho mais conceituado da casa e, aquele que de facto, em minha opinião, reúne mais predicados. Mais complexo, mais profundo, mais harmonioso e muito em sintonia com o perfil dos grandes clássicos. Um belíssimo vinho em que o produtor procurou -e com evidente sucesso- reunir o fascínio dos grandes vinhos de Bordéus, elaborados à base de Cabernet Sauvignon. Vale a pena conhecer.

Embora não incluídos nas linhas clássica e Alpha, são ainda produzidos o Montes Folly, e o agora recém-chegado Purple Angel. O primeiro é um monovarietal Syrah oriundo de vinhas plantadas a grande altitude, facto que foi interpretado pelos chilenos como uma verdadeira loucura. Loucura ou não, a verdade é que estamos perante um vinho muito efusivo e ambicioso, fiel a uma linha potente e de forte impacto. Não é fácil resistir-lhe.
O segundo, aparece como uma novidade e constitui a nova coqueluche da casa: trata-se de um “puro” chileno, se a ousadia nos é permitida, na medida em que é elaborado com uns inesperados 92% de Carmenère, uma antiga casta bordalesa com grande difusão no período pré-filoxérico e que desde cedo mostrou excelentes condições de adaptação ao contexto chileno.

O vinho, esse, mostra-se cheio de ímpeto e fulgor, com vincadas notas de caramelo e chocolate, e desenhado para fascinar os consumidores ávidos de mediatismo sensorial. Muito internacional no estilo, apostando deliberadamente na pujança e num carácter eminentemente “fashionable”, embora, pessoalmente, tivesse preferido encontrar um estilo mais subtil, mais contido e mais elegante. Mas, não tenho dúvidas que o seu glamour vai encontrar eco no gosto de uma vasta maioria.

A versatilidade de estilos e a ampla gama de preços oferecidos pelos vinhos Montes dão azo a um grande leque de opções e, nessa medida, eles constituem uma excelente opção para quem se interessa ou quer iniciar-se com vinhos chilenos.

É verdade que não são vinhos fáceis de encontrar porque a sua colocação no mercado obedece a uma política muito criteriosa. E, em virtude disso, eles só estão disponíveis num circuito muito restrito (*), onde se inclui alguma restauração, através de parcerias com chef’s de nomeada.

Mas, tudo aponta para que a sua comercialização on-line venha a ser uma realidade a curto prazo. O que convenhamos, para os interessados dará Montes… de jeito!.
 
Montes Pinot Noir 2007
Montes Cabernet Sauvignon 2007
Montes Alpha Chardonnay 2006
Montes Alpha Cabernet Sauvignon 2006
Montes Alpha Syrah 2006
Montes Alpha M 2005
Montes Folly 2005
Purple Angel 2005
 

(* ) Locais de Venda

Porto
Alberto Augusto Leite (Foz)
Wine O’clock (Matosinhos)

Vila Nova De Gaia
El Corte Inglês

Lisboa
Coisas do Arco do Vinho
El Corte Inglês
Wine O’clock

Algarve (Almansil)
Supermercado Apolónia

 

Informações adicionais:

ME SELECTIONS
Rua de Enxomil, 687,
4410-423 Arcozelo

Website: www.meselections.com

E-mail: info@meselections.com