NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum NovaCrítica-vinho.com
Forum de Discussão
 
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Degustação de vinhos chilenos e argentino.
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
 
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
mlpaiva



Registrado: Quarta-Feira, 30 de Outubro de 2002
Mensagens: 4960
Localização: where the streets have no name ;-)

MensagemEnviada: Dom Jun 01, 2008 5:47 pm    Assunto: Responder com Citação

A qualidade intrínseca, o gosto pessoal e a educação vínica são os lados dum triângulo de geometria variável.

Adianta pouco, ou nada, filosofar sobre a forma do triângulo... digo eu...
_________________
Luís Paiva

Never increase, beyond what is necessary, the number of entities required to explain anything.
William of Ockham (1285-1349), Luís Paiva (1950-20??) Snakeman
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail Visitar a homepage do Usuário
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Dom Jun 01, 2008 7:28 pm    Assunto: Responder com Citação

Caro Luis Paiva,
Tens razão, mas estes questionamentos servem mais para nós próprios, do que para os outros, fazendo-nos refletir sobre as nossas próprias convicções e os nossos lados do triangulo ( quadrado, pentagono, isomeros, etc..).
Não se chega a nenhuma conclusão, mas sempre se aprende um pouquinho mais com outros pontos de vista.
Começamos a compreender que existe mais tons de cinza, do que o preto/branco, como em tudo na vida, e que entende-los é mais dificil; e que respeitar os outros pontos de vista nem sempre é facil, mas estritamente necessário.

Este foi o motivo de ter colocado estes dados, alem das minhas notas costumeiras.

Obs- Para não ter mal entendido, com exceção o " Tens razão " o resto não é dirigido a voce, mas reflete a minha opinião de uma maneira geral.

Off-topic
Que bom seria se todos os assuntos tratados nos diversos tópicos, contassem com o respeito, civilidade, compreensão, tolerancia e outras virtudes com que sempre me trataram desde os 5as8.

Que as idéias/opiniões fossem discutidas até o final, sem que as mesmas fossem deturpadas por assuntos alheios.
Que todos os iniciantes fossem tratados com estas mesmas qualidades, que já demonstraram possuir.
E que os novos foristas/participantes/confrades, etc... se comportassem como convidados de um local alheio, que mesmo publico, deve-se respeito aos seus anfitriões e convidados já presente, e não querer chegar e já subir na mesa e fazer discurso; mas sentar discretamente, ser cortês, ouvir, e depois gradativamente ir falando do que conheçe, perguntando o que não conhece, aprendendo e dando de conhecer, tendo mais ou menos afinidades com determinados membros, mas sempre com respeito, e no final transformar esta afinidade virtual em amizade real.
Dificil, acho que não, e já temos vários exemplos disto por aqui.

Obs- Se forem discutir estas ultimas considerações, favor abrir um outro tópico, senão deturpa o de vinhos Argentinos/Chilenos. Cool Laughing

Abraços,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
mlpaiva



Registrado: Quarta-Feira, 30 de Outubro de 2002
Mensagens: 4960
Localização: where the streets have no name ;-)

MensagemEnviada: Dom Jun 01, 2008 7:52 pm    Assunto: Responder com Citação

luiz otávio peçanha escreveu:
Caro Luis Paiva,
Tens razão, mas estes questionamentos servem mais para nós próprios, do que para os outros, fazendo-nos refletir sobre as nossas próprias convicções e os nossos lados do triangulo ( quadrado, pentagono, isomeros, etc..).
Não se chega a nenhuma conclusão, mas sempre se aprende um pouquinho mais com outros pontos de vista.
Começamos a compreender que existe mais tons de cinza, do que o preto/branco, como em tudo na vida, e que entende-los é mais dificil; e que respeitar os outros pontos de vista nem sempre é facil, mas estritamente necessário.

Este foi o motivo de ter colocado estes dados, alem das minhas notas costumeiras.

Obs- Para não ter mal entendido, com exceção o " Tens razão " o resto não é dirigido a voce, mas reflete a minha opinião de uma maneira geral.

Caro Luiz,

Não querendo desviar o rumo do tópico com esta e mais questões, e só para concluir, a forma do meu triângulo é, há décadas, objecto de reflexão minha, embora me não tire o sono.
Porque o meu triângulo é largo como o das Bermudas... Cool

Mas tenho de concluir que o meu gosto pessoal se alarga com a educação vínica que me abre novos horizontes...
A qualidade? É como a perfeição, uma miragem que perseguimos...


abraços,

Luís
_________________
Luís Paiva

Never increase, beyond what is necessary, the number of entities required to explain anything.
William of Ockham (1285-1349), Luís Paiva (1950-20??) Snakeman
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail Visitar a homepage do Usuário
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Qui Ago 28, 2008 1:38 pm    Assunto: Responder com Citação

DEGUSTAÇÃO DE GRANDES VINHOS ARGENTINOS

LOCAL: ENOPIRA
Rua Mamede Freire nº 79 Piracicaba SP
Fone: (019) 34241583- 82040406
DIA: 10/09/2008 HORÁRIO: 20:00 hs

VINHOS APRESENTADOS

1- Carinae Prestige 2005
2- Achaval Ferrer Finca Altamira 2005
3- Finca Sophenia Synthesis 2004
4- Foster Firmado 2004
5- Nicolas Catena Zapata 2004
6- Cheval dos Andes 2002
7- Terrazas Afincado 2001
************************************************ *****
Após a degustação será servido: Ossobucco

Saudações,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Ter Out 14, 2008 11:29 pm    Assunto: Responder com Citação

Estas são as minhas impressões desta degustação:
Degustação de vinhos Argentinos- ENOPIRA – 13/10/2008

1- El Galgo Gran Reserva 2004 ( 4468 gfs produzidas )
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- Malbec ( uvas de Calle Cobos – Pedriel- Luyan de Cuyo )
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico-14%
Amadurecimento-15 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 120,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro retinto, opaco, brilho intenso, pequeno halo de evolução, lagrimas abundantes, bem formadas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom, com amora, cereja preta, notas balsâmicas, banana passas, figo seco, pimenta, café, chocolate, toffe, iogurte e madeira. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, com sensações de frutas em compota, madeira tostada, café com leite, toffe, iogurte de frutas vermelhas, cacau, bananada, figo seco e pimenta. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito boa, com ótima persistência. Nota 84/17.

2- Synthesis Blend 2004 ( 6500 gfs produzidas )
Produtor-Finca Sophenia- Juramento- Buenos Aires- Argentina
Castas- 43% Malbec, 35% Cabernet Sauvignon e 22% Merlot de vinhedos em Tupungato ( 1200 m de alt.)- Mendoza.
Enólogo- Matias Michelini e consultoria de Michel Rolland
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 150,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, pimenta, notas balsâmicas, tostado, chocolate, caramelo ao leite e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, harmônico, madeira bem integrada, com sensações de frutas vermelhas e pretas maduras, madeira, notas licorosas, tostado, baunilha, caramelo ao leite, chocolate e especiarias. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados ( muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 84/17.

3- Afincado 2001
Produtor- Terrazas de los Andes ( Bodegas Chandon )- Agrelo- Lujan de Cuyo- Mendoza- Argentina.
Castas- Malbec vinhedos Las Compuertas ( 1067 m de alt. )
Enólogo- Roberto de La Mota
Teor alcoólico-13%
Amadurecimento-16 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 250,00
Serviço-Decantado por uma hora e servido a 18ºC
Cor rubi escuro, pequeno halo de evolução, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, finas, rápidas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com cereja preta, sorvete de uva, cabelo de milho verde, chocolate e caramelo ao leite. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, madeira bem integrada, com sensações de frutas em compota, sorvete de uva, baunilha, caramelo ao leite, pimenta e chocolate ao leite. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17.

4- Finca Altamira 2005 ( 8.028 gfs produzidas )
Produtor-Achaval Ferrer Winery- Perdriel- Lujan de Cuyo- Mendoza- Argentina.
Castas- Malbec (vinhedos em pé franco com mais de 80 anos, em La Consulta – Vale do Uco- 1050 m de alt. )
Enólogo-Roberto Cipresso
Teor alcoólico-13%
Amadurecimento- 15 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 368,00
Serviço- Decantado por três horas e servido a 18ºC
Vinho muito difícil, teve que esperar as 3 horas de decantação para melhorar um pouco, mas sem mudar muito de perfil; não sei se este vinho é assim mesmo, ou se esta garrafa tinha algum defeito ( bouchoné ou oxidado não estava ).
Cor violáceo intenso, opaco, lagrimas demoraram a formar e mesmo assim sem muita definição.
Nariz fechado, que foi apresentando variações com o passar do tempo, com violeta, cabelo de milho verde, palha de milho, cereja preta, tamarindo, pimenta, toffe e notas de cedro. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, sutil, soft, madeira muito agradável, com sensações de frutas maduras, sorvete de uva ( Kibon ), floral, vegetal, toffe e leve pimenta. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evoluçõa muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 83/16,5.

5- Cheval dês Andes 2002
Produtor-Cheval dês Andes- Agrelo- Lujan de Cuyo- Mendoza- Argentina.
Castas- 60% Cabernet Sauvignon e 40% Malbec- Vistalba
Enólogo- Pierre Lurton e Roberto de La Mota.
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento-18 meses em barricas de carvalho francês.
Preço- R$ 350,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18ºC
Cor rubi escuro, pequeno halo de evolução, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, finas, rápidas e verticais.
Nariz muito intenso e muito bom, com amora, ameixa, pimenta, cocada, tostado, tabaco, chocolate, toffe e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, elegante, harmônico, madeira bem integrada, com sensações de amora e ameixa em geléia, cocada preta, tostado, leve baunilha, toffe, chocolate, pimenta, notas de menta e nota minerais. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 90/18.
6- Nicolas Catena Zapata 2004
Produtor-Bodegas Esmeralda- Agrelo- Lujan de Cuyo- Mendoza- Argentina.
Castas- 72% Cabernet Sauvignon e 28% Malbec
Enólogo- José Galante
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 24 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 360,00
Serviço-Decantado por três horas e servido 18ºC.
Outro vinho difícil, se não estava fechado igual ao Altamira, a sensação forte de tinta nanquim, causava desconfiança. Depois de 3 horas evoluiu bem.
Cor rubi escuro, com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, rosadas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, leve cocada preta, leve tinta nanquim, pimenta, tostado, tabaco, chocolate e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, potente, madeira muito agradável, com sensações de frutas vermelhas e pretas maduras, chocolate ao leite, tostado, baunilha, tabaco, pimenta do reino e pimenta cambuci. Álcool e acidez adequados, textura aveludada, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 87/17,5.

OBS-Esta degustação foi as claras.
As expectativas geradas pelas altas notas e também pelo preços de alguns vinhos não foram correspondidas.

Saudações,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sex Out 24, 2008 2:23 am    Assunto: Responder com Citação

DEGUSTAÇÃO DE GRANDES VINHOS CHILENOS

LOCAL: ENOPIRA
Rua Mamede Freire nº 79 Piracicaba SP
Fone: (019) 34241583- 82040406
DIA: 06/11/2008 HORÁRIO: 20:00 hs

VINHOS APRESENTADOS

1- Miguel Torres Manso de Velasco 2005
2- Viña Montes Purple Angel 2005
3- Errazuriz Don Maximiano Founder’s Res. 2005
4- Seña 2005
5- Valdivieso Caballo Loco nº9 200?
************************************************ *****
Após a degustação será servido: Noix d’entrecôte ao molho roti.

CONTATO: LUIZ OTÁVIO E-Mail- luizotaviol@uol.com.br
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sex Nov 07, 2008 7:44 pm    Assunto: Responder com Citação

Degustação de grandes vinhos Chilenos – ENOPIRA- 06/11/2008
Estas são as minhas impressões:

( 2 ) Manso de Velasco Viejas Viñas 2005
Produtor- Miguel Torres – Curicó – Vale de Curicó – Vale Central – Chile.
Castas- 100% Cabernet Sauvignon ( vinhas com mais de 100 anos ).
Enólogo- Fernando Almeda e Jorge Rojas
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho de francês ( Nevers ).
Preço- R$ 140,00
Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC.
Cor rubi/magenta escuro, brilho intenso, lagrimas bem formadas, medias e verticais.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, ameixa seca, toffe, chocolate ao leite, cocada, baunilha, pimenta e folha de eucalipto. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, viril, com sensações de ameixa madura, caramelo ao leite, chocolate, goiabada cascão e pimenta.Álcool e acidez adequados, textura macia, levemente tanico ( muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 84/17.

( 1 ) Purple Angel 2005
Produtor- Viñas Montes – Vinhedos Apalta -Vale de Colchagua – Chile.
Castas- 92% Carmenère e 8% Petit Verdot
Enólogo- Aurélio Montes
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-18 meses em barricas de carvalho Americano e Francês ( 50/50%).
Preço- R$ 206,00
Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas rosadas, bem formadas, longas, finas, rápidas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, pimenta, leve pimentão, café, caramelo ao leite e chocolate com menta. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, harmônico, madeira bem integrada, com sensações de frutas vermelhas maduras, chocolate, menta, pimenta, caramelo ao leite e notas de pimentão.Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17

( 3 ) Dom Maximiano Founder’s Reserva 2005
Produtor-Viña Errazuriz –Santiago- Chile.
Castas-85% Cabernet Sauvignon, 7%Cabernet Franc, 5% Petit Verdot e 3% Shiraz.( Aconcagua )
Enólogo- Francisco Baettig
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-18 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 265,00
Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC
Cor rubi/magenta, brilho intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, medias e verticais.
Nariz intenso e excepcional com ameixa, cereja, groselha, compota, pimenta, leve vegetal, tostado, chocolate e caramelo ao leite. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, viril, madeira bem integrada, com sensações de frutas vermelhas e pretas, caramelo ao leite, tostado, leve baunilha, pimenta e menta. Álcool e acidez adequados, textura macia, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 87/17,5.

( 4 ) Seña 2005
Produtor- Viña Seña- Santiago- Chile.
Castas-57%Cabernet Sauvignon, 25%Merlot, 9%Carmènere, 6%Cabernet Franc e 3%Petit Verdot.
Enólogo-Eduardo Chawick
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-18 meses em barricas nova de carvalho francês.
Preço- R$ 348,00
Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC
Cor rubi/granada, brilho médio para intenso, lagrimas bem formadas, medias, rápidas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, ameixa seca, figo seco, pimenta, menta, notas licorosas, cedro, tostado, tabaco e chocolate. Muito persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, elegante, madeira muito bem integrada, com sensações de ameixa, figo seco, chocolate, tostado, leve baunilha, pimenta e menta. Álcool e acidez adequados, textura macia, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 89/18.

( 5 ) Caballo Loco Nº 9
Produtor- Viña Valdivieso – Santiago – Chile.
Castas-Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Malbec. ( Vale de Curicó )
Enólogo- Brett Jackson Powell
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-estágio em barricas de carvalho francês. ( 50% do CLnº8 e 50% de 2005 ?)
Preço- R$ 329,00
Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC
Cor rubi escuro, brilho intenso, lagrimas abundantes, medias, lentas e verticais.
Nariz intenso e muito bom amora, ameixa, pimenta, noz moscada,tabaco, madeira e notas terrosas.Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, harmônico, complexo, com sensações de frutas vermelhas e pretas maduras, tostado, tabaco, chocolate amargo, pimenta, noz moscada e notas terrosas. Álcool e acidez adequados, textura macia, tanico ( muito agradaveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 88/17,5.

Obs- os últimos 3 vinhos eram muito semelhantes em relação a qualidade dos mesmos.
Os números entre paranteses correspondem a ordem de serviço.

Saudações,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sex Set 11, 2009 2:42 am    Assunto: Responder com Citação

Degustação de vinhos chilenos- Viña Morandé
Dia 09/09/2009- Carvalho’s Empório gourmet- Leme
1- Morandé Pionero Sauvignon Blanc 2008
Produtor- Viña Morandé – Rosário Norte- Santiago- Chile.
Castas- Sauvignon Blanc- Vale do Curicó
Teor alcoólico- 13%
Preço- R$ 40,00
Serviço- Servido a 10ºC
Vinho bem fresco, boa acidez, frutas cítricas .

2- Morandé Reserva Pinor Noir 2006
Produtor- Viña Morandé – Rosário Norte- Santiago- Chile.
Castas- Pinot Noir- Vale de Casablanca.
Teor alcoólico-14,5%
Amadurecimento- 10 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 55,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16ºC
Pinot médio, um pouco quente, com frutas vermelhas e ainda um leve amargor final.

3- Morandé Edicion Limitada Pinot Noir 2005
Produtor- Viña Morandé – Rosário Norte- Santiago- Chile.
Castas- Pinot Noir- Vale de Casablanca.
Teor alcoólico-14%
Amadurecimento- 16 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 110,00
Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 16ºC
Excelente Pinot Noir, muito elegante e equilibrado, com as frutas vermelhas em geleia, madeira muito bem integrada, com notas de coco.
Foge do perfil dos pinot chilenos super extraídos.

4- Morandé Gran Reserva Syrah 2007
Produtor- Viña Morandé – Rosário Norte- Santiago- Chile.
Castas- Syrah- Cauquenes- Vale do Maule.
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 14 meses em barricas de carvalho americano.
Preço- R$ 85,00
Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 18ºC
Syrah médio, encorpado, faltou um pouco de acidez, o álcool até que não estava evidente.

5- Morandé Edición Limitada Carignan 2003
Produtor- Viña Morandé – Rosário Norte- Santiago- Chile.
Castas- Carignan- Vale de Loncomilla – Vale do Maule
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 20 meses em barricas novas de carvalho americano.
Preço- R$ 180,00
Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 18ºC
Excelente Carignan, muito equilibrado, madeira presente, mas de ótima presença.

6- House de Morandé 2003
Produtor- Viña Morandé – Rosário Norte- Santiago- Chile.
Castas-67% Cabernet Sauvignon, 17% Cabernet Franc, 10% Carmenére e 6% Carignan- Maipo.
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 20 meses em barricas de carvalho ( 50% novas ). 18 meses em garrafa.
Preço- R$ 260,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18ºC
Excelente vinho, encorpado, muito equilibrado, um pouco fechado ainda.
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sáb Jan 16, 2010 3:24 pm    Assunto: Responder com Citação

Degustação de vinhos chilenos- Viña Casa Rivas- Valle de Maipo.
Importadora Premium
ENOPIRA- 14/01/2010.
Vinhos apresentados:
1- Hacienda La Punta Sauvignon Blanc 2007
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 100% Sauvignon Blanc
Teor alcoólico- 13%
Preço- R$ 27,00
Serviço- Servido a 8º C
Cor amarelo palha com reflexos esverdeados, brilho médio para intenso.
Nariz intenso e muito bom com carambola, pimenta Cambuci, hortaliças e notas de maracujá. Media persistência.
Na boca mostrou-se agradável, bem fresco, leve, com sensações de carambola, pimenta Cambuci e cambuquira. Alcool e acidez adequada, textura macia, pouco encorpado, equilibrado, com evolução boa; retrogosto intenso e muito bom, com media persistência. Nota 76/15

2- Casa Rivas Sauvignon Blanc 2008
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 100% Sauvignon Blanc
Teor alcoólico- 13,5%
Preço- R$ 37,00
Serviço- Servido a 8º C
Cor amarelo palha com reflexos esverdeados, brilho intenso.
Nariz intenso e muito bom com carambola, leve maracujá e vegetal. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, fresco, com acidez marcante e leve amargor final, e sensações de carambola, leve maracujá, notas de limão e vegetal. Alcool equilibrado, acidez elevada, textura macia, pouco encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 78/15,5
Bom para comida asiáticas.

3- Casa Rivas Chardonnay Reserva 2007
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 100% Chardonnay
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 10 meses em barricas de carvalho francês
Preço- R$ 60,00
Serviço- Servido a 12º C
Cor amarelo palha, brilho intenso.
Nariz intenso e muito bom, atípico, com milho verde em lata e açúcar queimado. Persistente
Na boca mostrou-se agradável, embora completamente atípico para chardonnay, com um ataque bom, um meio curto e aguado e um final persistente e meio amargo, com sensações de milho verde de lata, açúcar cristal, nuances de casca de abacaxi muito maduro e um amargor vegetal final. Alcool adequado, acidez levemente plana, textura macia, corpo médio para pouco encorpado, quase equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 74/15.

4- Casa Rivas Carménère 2008
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 85% Carménère, 10% Cabernet Sauvignon e 5% Merlot
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento-30% do vinho por 8 meses em barricas de carvalho Americano e Francês.
Preço- R$ 43,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16º C.
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho médio para intenso.
Nariz intenso e muito bom com amora, pimenta, paprika picante, caramelo, tostado e vegetal. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, picante, com sensação de geléia de amora, tostado alto, caramelo queimado, pimenta, paprika picante e notas de pimentão e vegetal verde. Alcool e acidez adequados, textura macia, levemente tânico, corpo médio, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 76/15.

5- Casa Rivas Cabernet Sauvignon 2007
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 85% Cabernet Sauvignon e 15% Merlot
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento-25% do vinho por 8 meses em barricas de carvalho Americano e Francês.
Preço- R$ 37,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16ºC
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes e variadas.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, jabuticaba verde, pimenta preta, pimenta rosa, paprika, coco queimado , tostado e caramelo. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, picante, com sensação de cocada preta, geléia de ameixa, pimenta, paprika e pimentão. Álcool um pouco quente, acidez adequada, textura macia, levemente tânico, encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 77/15,5

6- Casa Rivas Merlot Reserva 2006
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 85% Merlot, 10% Cabernet Sauvignon e 5% Carménère.
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento-8 meses em barricas de carvalho Francês ( nova e de 1 uso ).
Preço- R$ 65,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16º C
Cor rubi, muito límpido, brilho intenso, lagrimas bem formadas, finas, longas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, especiarias, tostado, chocolate e leve baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, fresco, madeira muito bem integrada, com sensações de frutas vermelhas maduras, tostado, chocolate ao leite, menta e leve baunilha. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 81/16

7- Casa Rivas Cabernet Sauvignon Reserva 2007
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 90% Cabernet Sauvignon, 7% Syrah e 3% Merlot.
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Americano e Francês.
Preço- R$ 65,00
Serviço-Aberto meia hora antes e servido a 16º C
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes e bem formadas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, pimenta, tostado, café, chocolate, madeira,notas vegetais e folha de eucalypto. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, picante, madeira muito bem integrada, com sensações de ameixa, tostado, caramelo ao leite, café, chocolate amargo e pimenta preta.
Alcool e acidez adequados, textura macia, levemente tânico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa/ retrogosto intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 81/16

8- Casa Rivas Carménère Gran Reserva 2006
Produtor- Viña Casa Rivas- Providência- Santiago- Chile.
Castas- 85% Carménère, 9% Syrah e 6% Cabernet Sauvignon.
Teor alcoólico-14%
Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 120,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18º C
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes e variadas.
Nariz intenso e excepcional com amora, framboesa, maça vermelha, floral ( violeta, camélia ), especiarias, pimenta, tostado, chocolate ao leite, notas vegetais e de baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, fresco, frutado, elegante, madeira bem integrada, com sensações de frutas vermelhas maduras, tostado, caramelo, chocolate ao leite, pimenta, paprika doce e notas de baunilha. Álcool e acidez adequados, textura macia, levemente tânico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 83/16,5

Eu mesmo tenho dito, que embora se coloque a Carménère como casta emblemática do Chile, não é fácil encontrar bons exemplares desta uva; aqui esta um deles.

Saudações,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Seg Abr 12, 2010 12:23 am    Assunto: Responder com Citação

Degustação de vinhos Chilenos

Enopira- 08/04/2010- Degustação as cegas

Vinhos apresentados:

( 8 ) Casa Rivas Gran Reserva Carménère 2006

Produtor- Viña Casa Rivas-Providência- Santiago- Vale de Maipo-Chile.

Castas- 85% Carménère, 9% Syrah e 6% Cabernet Sauvignon de vinhedos em Maria Pinto

Enólogo- Álvaro Espinosa

Teor Alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas novas de carvalho Francês.

Preço- R$ 120,00 Importadora: Premium

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16º C

Cor rubi escuro, nariz com amora, pimenta, chocolate ao leite e leve verdor.

Na boca mostrou-se muito agradável, viril, levemente tânico e picante.

Alcool e acidez adequados, encorpado, equilibrado, com evolução muito boa, retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistencia. Nota 84/17



( 5 ) Vertice 2006

Produtor- Viña Ventisquero- Rancagua- Vale de Colchagua- Chile.

Castas- 51% Carménère e 49% Syrah

Enólogo- Felipe Tosso e John Duval

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 20 meses em barricas de carvalho francês.

Preço- R$ 150,00 Importadora- Cantu

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16º C

Cor rubi escuro, nariz muito bom com amora, chocolate, café com leite e pimenta.

Na boca mostrou-se muito agradavel, viril, redondo.

Alcool e acidez adequados, encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17.



( 6 ) Manso de Velasco Viejas Viñas 2006

Produtor- Miguel Torres – Curicó – Vale de Curicó – Chile.

Castas- 100% Cabernet Sauvignon ( vinhas com mais de 100 anos ).

Enólogo- Fernando Almeda e Jorge Rojas

Teor Alcoólico-14%

Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho francês de Nevers (1/2 nova)

Preço- R$ 150,00 Importadora: Reloco

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC

Cor rubi escuro, nariz diferente, meio estranho, com semente de jatobá, polvilho azedo, madeira ( pensei estar alterado).

Na boca mostrou-se muito agradáve,l embora desconfiado deste vinho, que não apresentava características de cabernet sauvignon, álcool e acidez adequados, levemente tânico, equilibrado, com evolução boa ( depois demonstrou uma evolução excepcional); retrogosto intenso e muito bom, com ótima peristencia. Nota 82/16,5



( 9 ) El Principal 2006

Produtor- Viña El Principal- Pirque- Vale de Maipo- Chile.

Castas- Cabernet Sauvignon e Carménère

Enólogo- Gonzalo Guzmán

Teor Alcoólico- 15%

Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho francês

Preço- R$ 283,00 Importadora: Decanter

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC

Cor rubi escuro, nariz com madeira, fruta, tostado.

Na boca mostrou-se muito agradável, viril, harmônico, com leve picante.

Alcool levemente quente, acidez adequada, encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 86/17.



( 2 ) Familia 2005

Produtor- Santa Teresa( De Martino)- Isla de Maipo- Vale de Maipo- Chile

Castas- 91% Cabernet Sauvignon, 4,5% Carménère e 4,5% Malbec

Enólogo- Marcelo Retamal

Teor Alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 24 meses em barricas novas de carvalho francês.

Preço- R$ 317,00 Importadora: Decanter

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC

Cor rubi escuro, nariz muito bom, com ameixa, chocolate ao leite e pimenta.

Na boca mostrou-se muito agradável, elegante, harmônico.

Alcool e acidez adequados, encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e e muito bom, com ótima persistencia. Nota 89/18.



( 4 ) Montes Alpha M 2005

Produtor- Viña Montes- Santa Cruz- Vale de Colchagua - Chile

Castas- 80% Cabernet Sauvignon, 10% Merlot, 5% Cabernet Franc e 5% Petit Verdot

Enólogo- Aurélio Montes

Teor Alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho francês.

Preço- R$ 300,00 Importadora: Mistral

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC

Cor rubi escuro, nariz muito bom, com ameixa, amora, tostado, cocada e pimenta.

Na boca mostrou-se muito agradável, viril, harmônico, complexo.

Alcool e acidez adequados, robusto, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 89/18



( 1 ) Caballo Loco nº 9

Produtor- Viña Valdivieso – Santiago – Chile.

Castas- Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Malbec. ( Vale de Curicó )

Enólogo- Brett Jackson Powell

Teor Alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- estágio em barricas de carvalho francês

Preço- R$ 300,00 Importadora: Bruck

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 16ºC

Cor rubi escuro, nariz com frutas vermelhas e pretas e madeira agradável.

Na boca mostrou-se muito agradavel, sutil, elegante, harmônico, complexo.

Alcool e acidez adequados, encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 90/18.



( 7 ) Domus Aurea 1999

Produtor- Viña Quebrada Macul- Peñalolen- Santiago- Vale de Maipo- Chile.

Castas- 95%Cabernet Sauvignon, 4% Cabernet Franc e 1% Merlot.

Enólogo- Ignácio Recabarren

Teor Alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 16 a 19 meses em barricas de carvalho francês.

Preço- R$ 300,00 Importadora: Casa do Porto

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC

Cor rubi com halo alaranjado, nariz muito bom, com tostado, eucalypto, ameixa, amora e leve pimenta.

Na boca mostrou-se muito agradável, sutil, harmônico, fresco.

Alcool e acidez adequados, encorpado, muito equilibrado, evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 88/17,5



( 3 ) Viu ! 1999

Produtor- Viu Manent- Vale de Colchagua- Chile.

Castas- 90% Malbec e 10% Cabernet Sauvignon

Enólogo- José Miguel Viu e Aurélio Montes ( Juan Pablo Lecaros-atual)

Teor Alcoólico- 14%

Amadurecimento- 20/22 meses em barricas novas de carvalho Francês

Preço- R$ 450,00 Importadora: Hanover

Serviço- Aberto duas horas antes e servido a 16ºC

Cor rubi magenta, não demonstrando nenhum sinal da sua verdadeira idade.

Nariz muito bom, com frutas vermelhas, chocolate, madeira, café.

Na boca mostrou-se muito agradável, elegante, harmônico, frutas e madeiras bem integradas.

Alcool e acidez adequados, encorpado, muito equilibrado, evolução muito boa; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 90/18.



Prezados amigos, estas simplificadas notas de degustação foram tiradas enquanto eu estava decantando os vinhos, sem muito tempo para uma melhor concentração.

Obs- como sempre me questionam, as minhas notas são na escala européia 0-100/0-20, para transpor para a escala americana, basta dividir a minha nota da escala 0-100 por dois e acrescentar 50, aonde uma nota 84 é igual a 92.



Numa degustação que considero muito didática entre os modelos as cegas e as claras, segue o seguinte:

- Tivemos 14 experientes participantes.

- Esta degustação foi realizada as cegas, aonde retirei totalmente as capsulas e após decanta-los, retornei com os mesmo nas suas garrafas e coloquei os vinhos em sacos de papel opaco, sem numeração.

- Colocados os vinhos ensacados em cima da mesa, pedi para um dos participantes embaralhar as garrafas ( sem que eu visse este processo), portanto nem eu sabia quais eram os vinhos.

- Tendo separada cartas de baralho de 01 a 10, mais dama, valete, reis e dois coringas, pedi para cada participante escolhesse um carta do leque da minha mão.

- Quem tirou as figuras e os coringas, não escolheria a sequencia dos vinhos; cabendo a quem tirou o as, a primeira escolha de que garrafa seria servida em primeiro; a carta 2 a segunda garrafa, e assim por diante até quem tirou o nove, que não escolheria nenhuma garrafa, visto só ter sobrado uma para escolha.

A partir da escolha, a garrafa era numerada e servida, e os números em parentes ( na frente do nome do vinho), corresponde a ordem em que foram servidos.



Os resultados:

Posso antecipar que foi muito difícil escolher, pois alem do nível de qualidade dos vinhos estarem muito próximo, quando se degusta as claras, mais do que o peso do rótulo ( que sempre tem), você procura a tipicidade e outras características que podem aumentar ou diminuir a sua apreciação, devido ao mesmo corresponder ou não as expectativas; como por exemplo na minha nota as claras, eu valorizei o fato de Viu 1 1999 ainda se mostrar jovem, o que já não aconteceu na prova as cegas.

Outro fator, muitas vezes determinante, é que numa prova as claras, tendem-se a servir os vinhos numa sequência lógica, procurando valorizar as qualidades de todos os vinhos, o que numa prova as cegas, isto já não acontece, ficando cada vinho a mercê da sua própria força.

Por outro lado, a prova as cegas são as mais isentas possíveis, quando se trata de embate de vinhos de mesmo porte e características.



Os números:

Devido a pressão para revelar os vinhos, foram apontados somente os 3 melhores vinhos, na opinião de cada degustador, aonde foi atribuído 3 pontos para o primeiro lugar de sua escolha, 2 pontos para o segundo lugar e 1 ponto para o terceiro lugar.

- Godofredo- vinho 7 (3 pontos), 8 (2 pontos) e 9 (1 ponto)

- Maluf- vinho 8; 4 e 9 respectivamente.

- Norio- vinho 4; 9; 8

- Lucio- vinho 1; 4; 8

- Casseli- vinho 1; 8; 9

- Amauri- vinho 8; 9; 1

- Brait- vinho 8; 7; 5

- Alexandre- vinho 1; 5; 8

- José Henrique- vinho 6; 8; 9

- Marcelino- vinho 8; 4; 5

- Ely- vinho 8; 5; 4

- Ivan- vinho 5; 2; 8

- Gisa- vinho 7; 8; 9

- Luiz Otávio- vinho 4; 6; 1



- Em primeiro lugar ficou o Casa Rivas Carménère Gran Reserva 2006, com 05 primeiro lugar; 04 segundo lugar e 04 terceiro lugar, num total de 27 pontos ( só eu não indiquei este vinho, entre os três primeiros).

- Em segundo lugar ficou o Montes Alpha M 2005, com 02 primeiro lugar; 03 segundo lugar e um terceiro lugar, num total de 13 pontos.

- Em terceiro lugar ficou o Caballo Loco nº 9, com 03 primeiro lugar e 02 terceiro lugar, num total de 11 pontos.

- Em quarto lugar ficou o Vertice 2006, com 01 primeiro lugar, 02 segundo lugar e 02 terceiro lugar, num total de 09 pontos.

- Em quinto lugar ficou o El Principal 2006, com 02 segundo lugar e 05 terceiro lugar, num total de 09 pontos.

- Em sexto lugar ficou o Domus Aurea 1999, com 02 primeiro lugar e um segundo lugar, num total de 08 pontos.

- Em sétimo lugar ficou o Manso de Velasco 2006, com um primeiro lugar e um segundo lugar, num total de 5 pontos.

- Em oitavo lugar ficou De Martino Familia 2005, com um segundo lugar, no total de 02 pontos.

- Em nono lugar com ficou o Viu 1 1999, com nenhum ponto.



Parabéns para a Viña Casa Rivas, pois conseguir destacar um Carménère entre estas feras, não é facil.



Volto a frisar a minha opinião, que tanto para degustadores profissionais ou amadores, é extremamente difícil discernir nuances de qualidade entre vinhos complexos; e normalmente a pressão de acertar e o medo de errar, pode tornar a prova angustiante; stress este que sempre verifico na forma da impaciência enorme para a revelação dos vinhos.

Na minha opinião, este mesmo painel, realizado com os mesmos vinho e as mesmas pessoas, pode apresentar resultado completamente diferente, sem que isto indique alteração da qualidade dos mesmos, pois na realidade o que se indica é de que vinho mais gostou e do qual vinho menos gostou, visto que são todos ótimos; e basta um ou dois participantes mudarem de opinião que todo o resultado se altera.



Comentários?



Saudações,

Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sex Jan 21, 2011 4:05 pm    Assunto: Responder com Citação

Fiz ontem a degustação de vinhos argentinos com varietais de Malbec e de blends.
Não tirei as notas com a devida concentração necessária, não conseguindo observar as nuances da sua evolução e nem anotei as minhas impressões, aonde as descrições são de memória.
Levar isto em consideração, nas descrições abaixo.
Degustação de vinhos argentinos

Enopira- 20/01/2011

Vinhos apresentados:

1- Andeluna Malbec 2009

Produtor- Andeluna Cellars- Tupungato- Mendoza- Argentina

Castas- Malbec

Teor alcoólico- 15%

Amadurecimento- 6 meses em barricas de carvalho

Preço- R$ 35,00

Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16º C

Rubi escuro.

Nariz- Sorvete mousse de uva, toffe, frutas vermelhas em geléia.

Boca- Agradavel, típico, leve dulçor, com sensações de caramelo ao leite, frutas maduras.

Nota- 78/15,5

2- Synthesis Malbec 2008

Produtor- Finca Sophenia- Tupungato- Mendoza- Argentina

Castas- Malbec

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas novas de carvalho Francês.

Preço- R$ 100,00

Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16º C

Rubi escuro com reflexos violáceos.

Nariz- Amora, cereja, toffe, tostado.

Boca- Muito agradável, redondo, levemente tânico (muito agradáveis), equilibrado, com sensações de madeira bem integrada, frutas vermelhas e pretas maduras, toffe e café.

Nota- 83/16,5

3- Clos des Andes Reserva Malbec 2006

Produtor- Bodega Poesia- Luján de Cuyo- Mendoza- Argentina.

Castas- Malbec em pé franco

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 16 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 100,00

Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16º C

Rubi escuro.

Nariz- Frutas vermelhas, violetas, sous bois e químico(tinta).

Boca- Agradavel, redondo, frutas em geleia, tostado, madeira.

Nota- 80/16.

4- Goulart Gran Vin Malbec 2006

Produtor- Finca Lugilde Goulart- Luján de Cuyo- Mendoza- Argentina

Castas- Malbec de vinhas velhas em Agrelo

Teor alcoólico- 14,6%

Amadurecimento- 14 meses em barricas novas de carvalho Francês Mercier

Preço- R$ 135,00

Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16º C

Este vinho teve duas situação:

- abriu com acetona, trufas, sous bois, frutas vermelhas e pretas maduras.

- depois de decantado (tinha bastante borra) perdeu as frutas, ficando num perfil mais rústico, complexo, com madeira, leve balsâmico, eparema, lembrando os Weinert antigos e os Montchenot. Eu gosto deste estilo, mas a maioria dos participantes não.

- Abri outra garrafa depois da degustação e servi direto, mostrou o perfil frutado e a maioria preferiu ele neste estilo, considerando que matei o vinho ao decanta-lo.

Fiquei na duvida?

Tambem fiquei sem saber de onde é este carvalho Mercier?

É bosque/região/fabricante Frances? Alguem conhece?

Outra questão- este vinho tinha uma pimenta preta muito evidente, aonde fiquei na duvida se ela é do terroir/vinhas velhas ou de um pouco de cabernet Sauvigon misturada?

Mike, poderia dar uma palavrinha sobre isto?

Para mim foi um vinho muito agradável, mas com um perfil um pouco menos comercial.

Nota- 82/16,5

5- Synthesis The Blend 2005

Produtor- Finca Sophenia- Tupungato- Mendoza- Argentina

Castas-45% Malbec, 35% Cabernet Sauvignon e 20% Merlot.

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 14 meses em barricas novas de carvalho Francês.

Preço- R$ 150,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16º C

Cor rubi escuro.

Nariz- Ameixa, cereja, amora, baunilha, tostado.

Boca- Muito agradável, viril, madeira bem integrada, com sensações de frutas vermelhas e pretas em compota, tostado, chocolate, café e pimenta.

Nota- 84/17

6- Poesia 2005

Produtor- Bodega Poesia- Luján de Cuyo- Mendoza- Argentina.

Castas- 60%Malbec e 40%Cabernet Sauvignon em pé franco

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho Francês.

Preço- R$ 250,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16º C

Rubi escuro

Nariz- Fechado e discreto no inicio, complexo, abrindo em frutas pretas, baunilha, tostado.

Boca- Muito agradável, elegante, complexo, num claro perfil bordales, com a madeira e a baunilha bem pronunciada, tostado, frutas vermelhas e pretas maduras, leve pimenta.

Nota- 86/17

7- Pasionado Grand Reserve 2004

Produtor- Andeluna Cellars- Tupungato- Mendoza- Argentina

Castas-49% Malbec, 26% Merlot, 17%Cabernet Sauvignon e 8%Cabernet Franc.

Teor alcoólico- 15%

Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho Francês (12 + 6 de blend).

Preço- R$ 140,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16º C

Cor rubi escuro.

Nariz- sous bois, cereja, ameixa, baunilha, chocolate e café.

Boca- Muito agradável, viril, complexo, madeira bem integrada, com sensações de frutas vermelhas e pretas maduras, leve baunilha, pimenta, tostado e madeira.

Nota 86/17.

Obs- notas na escala europeía (0-100/0-20).

Na degustação foi servido um Dadivas Chardonnay 2009 de boas vindas, e o José Henrique de Paula Eduardo trouxe um Colomé Malbec 2005 (85% Malbec, 10% Cabernet Sauvignon e 5% Tannat) que foi servido depois do Goulart.

Da bateria de Malbec, com 11 votos em 13 a preferência ficou com o Synthesis Malbec 2008.

Da bateria dos blends, a preferência ficou com o Poesia 2005 (7 votos), embora o Pasionado ficou logo atrás com 6 votos.

Em relação custo beneficio a escolha ficou com o Pasionado e o Colomé (R$ 80,00), embora se considerasse que o Andeluna Malbec 2009 está muito bom para a faixa de preço dele.

Alguns destes vinhos estão em promoção até o dia 31 na World Wine, fica uma referencia deles.

Depois da degustação foi servido um Bife de Chorizo assado (no ponto), acompanhado de legumes cozidos (batata baroa/mandioquinha, cenoura e vagem), com um molho de mostarda.

Abs,

Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sex Jan 21, 2011 9:00 pm    Assunto: Responder com Citação

CUALIDADES SENSORIALES DE UN GRAN VINO MALBEC.
Por Angel Mendoza.

Es necesario tener una experiencia previa de varias botellas de vinos prestigiosos y caros para comprender y disfrutar la complejidad, el bouquet y el amplio sabor de este vino místico y original.

* En la vista
“De un gran Malbec es necesario enamorarse a primera vista”.
Un color rojo brillante, profundo, oscuro, con tonos azules que lo vuelven casi negro. Con matices bordo, estable durante sus primeros cuatro años de maduración, para tornar luego muy levemente a los rojos rubí durante los siguientes cuatro años.

* En la nariz.
La seducción comienza con su típico aroma dulce de frutos negros (mora, ciruela, guinda) frescos , en mermelada o secos.
Algunos terruños, se expresan por el intenso aroma de flores rojas, entre ellas las violetas y pensamientos .Son uvas ricas en glicósidos nor- isoprenoides .
Otros terruños exaltan aromas salvajes de trufas, cuero, grafito, carne ahumada o añoso bosque húmedo.
Con la crianza razonada en madera, la intensidad aromática aumenta por los sabores del roble: vainilla, coco, clavo de olor, café tostado, chocolate, manteca tostada, pimienta negra. Estos aromas nunca deberían sobresalir sobre el carácter varietal.
Con la crianza en botella, a partir de los nueve meses, los aromas de la fruta y la moderada madera se funden y en reacciones aun poco conocidas, con el cierre hermético de un excelente tapón, expresan un intenso bouquet.
Las huellas de un gran vino, están en la delicadeza de un bouquet, que recuerda gratos aromas otoñales e invernales de nueces, almendra y avellana, tabaco, hojas secas, humeantes leños duros de una estufa en una cabaña de madera.

* En la boca
Es el climax de un romance o enamoramiento. Al ataque, en la punta de la lengua, moderadamente seco, insinuando su calidez dulzona cuando el alcohol supera los 13,5%.
Al paso de la boca, muestra su natural baja acidez y cuerpo generoso, porque se abre impregnando toda la lengua y el paladar expresando la fineza de sus aromas y bouquet, y en el final de boca, como soberbia sinfonía química, llegara todo lo distinguido de un gran Malbec: sus taninos amables, amplios, algo dulces y medianamente secos, el volumen , la suave y aterciopelada estructura y calidez y la natural souplesse y charme.
Sus caudalias son prolongadas. Siempre un gran Malbec debe motivar a sugerir un segundo sorbo para continuar con el placer. A veces el contenido de una botella no alcanza cuando se lo disfruta en pareja, con un buen amigo, un ser querido, o un buen negocio. Esta es la magia de un Gran Malbec, tiene el calor y la hospitalidad de los vinicultores que lo elaboran.





MENDOZA (la cuna del Malbec ) 17738 has :
En esta provincia se encuentran viñedos antiguos con mas de 100 años de plantados en constante y sostenida renovación por mugrones .
El ecosistema de Mendoza es casi el paraíso del Malbec y posee la superficie cultivada con Malbec , mas grande del Mundo .

Centro noreste(4673 has.):
Color rojo intenso ,violáceo ,casi azulado.
Fruta negra sobre madura y en mermelada, toques de canela .
Entrada dulce , baja acidez , con final algo terroso.

Zona alta del Río Mendoza (los grandes paisajes de MAIPÚ Y LUJAN DE CUYO )7265 has :
Inconfundible rojo bordo muy estable . Frutos negros en confitura y flores rojas (violetas ). De gran armonía, longitud y concentración en la boca . Taninos dulces, carnosos.
En esta región se encuentran la mayoría de las marcas mas acreditadas que pasean el prestigio del Malbec por el MUNDO.

Valle de Uco(4472 has) :
Rojos intensos con matices púrpuras sostenidos.
Bayas y drupas negras frescas ( ciruelas ,moras y guindas .Sabor con ataque dulce y paso de boca ácido. Mucha longevidad . Vinos briosos, a veces con el toque salvaje de las trufas.
Este valle también otorga gran prestigio al varietal por ser posiblemente en el que las noches del verano , son las mas frescas del pedemonte andino.
Algunas investigaciones recientes y locales determinan mayor contenido de glicósidos precursores de los aromas a bayas negras de sotobosque , rosas y violetas.

San Rafael-General Alvear (1328 has):
De color rojo granate ,menos intenso que las zonas antes descriptas .
Frutos negros poco maduros, con algunas notas mentoladas Cuerpo liviano, ligeros y un poco mas ácidos.
En añadas , con menos lluvias en finales del verano como la 2006 , se obtienen vinos excepcionales
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Qua Abr 13, 2011 11:14 pm    Assunto: Responder com Citação

Degustação de vinhos Chilenos- Vinicola Kingston

Importadora Mercovino

Enopira- 12/04/2011

Vinhos apresentados:

1- Cariblanco Sauvignon Blanc 2008

Produtor-Kingston Family Vineyards- Casablanca Valley- Chile

Castas- Sauvignon Blanc

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 10% do vinho estagia 3 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 92,00

Serviço- Servido a 8º C

Cor amarelo palha.

Nariz com uvaia, pêra, grama, capim gordura, leve algodão doce e leve fumado.

Na boca mostrou-se muito agradável, com boa acidez, álcool não aparecendo, e um agradável leve amargor final, com sensações de uvaia, pêra, mineral e leve fumado, remetendo a um estilo de Pouilly-Fume.

Pouco encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 82/16,5/91.

Excelente Sauvignon Blanc e um belo representante de Casablanca.

Harmonizou muito bem com o Caldillo de Congrio.



2- Tobiano Pinot Noir 2008

Produtor- Kingston Family Vineyards- Casablanca Valley- Chile

Castas- Pinot Noir

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 10 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 92,00

Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 16º C

Cor rubi claro.

Nariz com framboesa, cereja, leve morango, leve tomate maduro e leve floral.

Na boca mostrou-ser muito agradável, sutil, harmônico, num estilo de Bourgogne, com sensações de frutas vermelhas, discreta goiabada, kirsch, leve tomate e leve tostado.

Pouco encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 81/16/90.

Prefiro este estilo de Pinot Noir, aos mais extraidos e encorpados.



3- Alazan Pinot Noir 2008

Produtor- Kingston Family Vineyards- Casablanca Valley- Chile

Castas- Pinot Noir

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 160,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16º C

Cor rubi escuro.

Nariz meio fechado, mesmo depois de decantado, com frutas vermelhas, uma carnosidade (carne de caça) e tostado.

Na boca mostrou-se muito agradável, viril, álcool um pouco quente, diria que um vinho com mais maceração; com sensações de frutas vermelhas maduras, leve tostado, leve cravinho, leve pimenta e nuances minerais.

Corpo médio, quase equilibrado (álcool), com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 80/16/90.



4- Lucero Syrah 2008

Produtor- Kingston Family Vineyards- Casablanca Valley- Chile

Castas- Syrah

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 92,00

Serviço-Decantado por uma hora e servido a 16º C

Cor vermelho retinto escuro.

Nariz com pimenta, tostado, frutas vermelhas e pretas, álcool e caramelo ao leite.

Na boca mostrou-se agradável, um pouco arestado, potente, quente e com um leve amargor final, com sensações de amora, goiabada, cocada preta, bananada.

Encorpado, pouco equilibrado, com evolução boa; retrogosto intenso e bom, com boa persistência. Nota 77/15,5/ 88.



5- Tobiano Syrah 2005

Produtor- Kingston Family Vineyards- Casablanca Valley- Chile

Castas-Syrah

Teor alcoólico- 13,8%

Amadurecimento- 10 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 92,00

Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 18º C

Cor vermelho retinto.

Nariz com frutas pretas maduras, leve couro, tostado, tabaco, especiarias.

Na boca mostrou-se muito agradável, viril, harmônico, com frutas pretas maduras, notas licorosas, tostado, café, chocolate, leve alcatrão e pimenta.

Encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 81/16/ 90.

A melhor harmonização da noite para a vaca atolada chilena (costilla con yuca) com toques de merken.



6- Bayo Oscuro 2007

Produtor- Kingston Family Vineyards- Casablanca Valley- Chile

Castas- Syrah

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Francês.

Preço- R$ 190,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18º C

Cor vermelho retinto escuro, quase preto.

Nariz com leve tinta china, frutas pretas maduras, cocada preta, tostado, leve baunilha, tabaco e especiarias.

Na boca mostrou-se muito agradável, viril, madeira e taninos presentes (agradaveis), com sensações de frutas pretas maduras, chocolate amargo, café, tostado, baunilha, alcatrão e pimenta.

Encorpado para robusto, equilibrado, evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 83/16,5/92.



Obs- notas em escala 0-100/0-20/50-100.



Saudações,

Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sáb Out 15, 2011 2:03 am    Assunto: Responder com Citação

Degustação de vinhos Vinicola Sucre
Enopira- 13/10/2011
Vinhos apresentados:
1- Sucre Sauvignon Blanc 2010
Produtor-Viña Sucre- Villa Alegre- Vale de Maule- Chile.
Castas- 100% Sauvignon Blanc de vinhedos no Vale do Maule
Teor alcoólico- 13%
Preço- R$ 27,00
Serviço-Servido a 8º C
Bom vinho, leve, fresco, frutado, com discretas notas de maracujá. Nota 82

2- Sucre Cabernet Sauvignon 2010
Produtor- Viña Sucre- Villa Alegre- Vale de Maule- Chile.
Castas-100% Cabernet Sauvignon de vinhedos no Vale do Maule
Teor alcoólico- 13,5%
Preço- R$ 27,00
Serviço-Aberto meia hora antes e servido a 16º C
Bom vinho, simples, frutado, com leve amargor final. Nota 80

3- Sucre Reserva Carménère 2009
Produtor- Viña Sucre- Villa Alegre- Vale de Maule- Chile.
Castas- 90% Carménère e 10% Syrah de vinhedos no Vale do Maule.
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento- 80% do vinho estagiou por 10 meses em barricas de carvalho
Preço- R$ 45,00
Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 18º C
Bom vinho, frutado, leve caramelo ao leite, leve picante e leve herbáceo final. Nota 84

4- Sucre Reserva Cabernet Sauvignon 2009
Produtor- Viña Sucre- Villa Alegre- Vale de Maule- Chile.
Castas- 90% Cabernet Sauvignon e 10% Syrah de vinhedos no Vale do Maule.
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento-80% do vinho estagiou por 10 meses em barricas de carvalho
Preço- R$ 45,00
Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 18º C
Bom vinho, levemente tânico, frutado, caramelo queimado, leve pimentão, pimenta e madeira de tosta alta passando um pouco do conjunto. Nota 83

5- Sucre Reserva Syrah 2009
Produtor- Viña Sucre- Villa Alegre- Vale de Maule- Chile.
Castas- 90% Syrah e 10% Cabernet Sauvignon de vinhedos no Vale do Maule.
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento-80% do vinho estagiou por 10 meses em barricas de carvalho
Preço- R$ 45,00
Serviço- Aberto uma hora antes e servido a 18º C
Muito bom vinho, frutado, especiarias, madeira bem integrada. Nota 87

6- Sucre Gran Reserva Carménère 2009
Produtor- Viña Sucre- Villa Alegre- Vale de Maule- Chile.
Castas- Carménère do Vale de Loncomilla
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento-20 meses em barricas de carvalho
Preço- ?.
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18º C
Este vinho é uma amostra, ainda não disponível no mercado, que está para ser lançado pela altura de fevereiro/2012, e me foi trazido pela Angela Mochi.
Muito bom vinho, harmônico, complexo, madeira muito bem integrada, mostrando um conjunto muito agradável, sem ficar com o retrogosto herbáceo. Nota 90.

Obs- Notas na escala RP (50-100)

Abs,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Qua Nov 02, 2011 12:48 am    Assunto: Responder com Citação

Prezados amigos,

Estive por uma semana visitando bodegas e restaurantes em Mendoza e assim que tiver um tempinho, estarei fazendo um relatório das minhas andanças pelo Valle do Uco, Lujan de Cuyo, Maipu e Mendoza.

Uma região belíssima que vale a pena ser visitada.

Das mais de 150 amostras de vinhos provados, selecionei 09 vinhos Malbec, para compor um painel que considero bastante expressivo do que Mendoza produz de melhor, em seus diversos Terroir.

Tenho a considerar que numa boa parcela dos vinhos provados, não observei mais o estilo Malbecão geléia (e sorvete mousse de uva), refletindo que as bodegas estão buscando vinhos mais harmônicos, embora os 15% de álcool (as vezes até mais) ainda assuste; o fato de só ter provado vinhos de media e alta gama também pode pesar nesta observação.

Mesmo provando vinhos mais caros da mesma Bodega, minha opção ficou para com os que, na minha modesta opinião, resultaram melhores e mais equilibrados.

Como em qualquer seleção, ela nunca será unanime e um ou outro vinho poderia perfeitamente compor a mesma.

Nas amostras provadas de barrica, a sensação é que a safra de 2010 foi melhor que a de 2009; nas poucas amostras provadas de barrica da safra 2011, as mesmas parecem estar no mesmo nível da 2010.

Não consegui provar o Weirnet Estrella 1977, pois o preço estava proibitivo (Ar$ 2000) e na linha de Malbec estilo mais tradicionais gostei do Carmelo Patti reserva 2003.

Não provei o Cobos uNico e nem o Mariflor Camille, mas por serem corte não entrariam neste painel.

Também provei vinhos excelentes de Cabernet Franc (Andeluna e outros) e Petit Verdot (Achaval Ferrer), mas também não se enquadram neste painel, o qual segue abaixo.



Abs,

Luiz Otávio



Degustação de Malbecs Tops Mendocinos

Degustação as cegas

Palestrante: Luiz Otávio Peçanha



LOCAL: ENOPIRA

Rua Mamede Freire nº 79 Piracicaba SP
FONE: (019 ) 3424-1583- Cel. ( 19 ) 82040406

luizotaviol@uol.com.br
DIA: 10/11/2011 (Quinta-feira) HORÁRIO:20:00 h

VINHOS APRESENTADOS



1- Viña Cobos Bramare Malbec Rebon Vineyard 2008

2- Bodega Mendel Malbec Finca Remota 2008

3- Clos de Chacra Malbec Gran Estirpe 2008

4- Carinae Malbec Gran Reserva 2008

5- O.Fournier Malbec Alfa Crux 2008

6- Monteviejo Linda Flor Malbec La Violeta 2007

7- Gimenez Rilli Malbec Reserva Altamira 2007

8- Bodega Sottano Malbec Judas 2007

9- D.V.Catena Malbec Adrianna Vineyard 2005

**************************************************************

APÓS A DEGUSTAÇÃO SERÁ SERVIDO: Asado de Tira
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho Todos os horários são GMT + 1 Hora
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
Página 6 de 6

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB