NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum NovaCrítica-vinho.com
Forum de Discussão
 
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Degustação de vinhos chilenos e argentino.
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
 
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
Tiago Teles



Registrado: Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2002
Mensagens: 2137
Localização: Portugal

MensagemEnviada: Seg Mai 14, 2007 9:21 am    Assunto: Responder com Citação

É um artigo que poderia também ser aplicado a uma determinada faixa de vinhos portugueses. Nas recentes provas que fiz em Abril, que começarão a ser publicadas no final desta semana, uma das particularidades que notei, para meu espanto, mais evidente em pretensos vinhos de topo, é o facto desses vinhos falarem pouco das castas que lhe dão origem, falarem pouco de identidade. Preferem falar de estrutura, de corpulência. Mas eu sempre achei que, no virar do século, Portugal passou a ser meio Velho Mundo e meio Novo Mundo.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar E-mail Visitar a homepage do Usuário
Abílio Neto



Registrado: Quinta-Feira, 1 de Setembro de 2005
Mensagens: 3677

MensagemEnviada: Ter Mai 15, 2007 11:24 am    Assunto: Responder com Citação

Caro Luiz Otávio,

Que grande artigo, apesar de pocas palavras. Então isto:

Citação:
Então, teriam os vinhos chilenos uma identidade própria? Eles se diferenciariam dos vinhos da Austrália, da Argentina, da Califórnia? A resposta é não: 99,9% dos vinhos que degustei para o Descorchados equivalem a uma cerveja tomada em um dia de calor. Nada neles indica a origem, de onde vêm ou para onde vão.


Para mim, ganha grande importância, pela relevância deste pormenor para o qual Tiago Teles chama e bem a n/ atenção:

Citação:
Preferem falar de estrutura, de corpulência. Mas eu sempre achei que, no virar do século, Portugal passou a ser meio Velho Mundo e meio Novo Mundo.


É um risco tremendo, mas, lamentavelmente, já é uma realidade! Há pessoas, e falo por amigos meus, muitos amigos meus, que só conseguem apreciar um único estilo de vinhos, e são somente esses que compram e consomem. Ora, os produtores percebendo o «segredo», disponibilizam-se a responder afirmativamente ao apelo.

Pessoalmente, tenho de confessar que, cada vez mais, isso me irrita! Entendo que a produção tenha que dar resposta ao mainstream, mas eu quero é ter opções...

Abraços,

Abílio Neto

PS I: Luiz Otávio, sobre o
Citação:
Mas La Plana
, tomei nota:

Citação:
Obs- Vinho que evolui muito com a decantação.


PS II: E achei isso muito curioso, estou a pensar em abrir um tópico na gastronomia sobre outras utilizações para a Carambola (em Catralvos, usam-na para as sobremesas, mais normal), gosto muito dessa fruta:

Citação:
uma musseline de mandioquinha e alho poro, carambola puxada na manteiga e um toque de flor de sal com alecrim( para decorar a musseline ) e aparte uma geléia de menta.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sex Mai 25, 2007 12:04 am    Assunto: Responder com Citação

Estas são as minhas impressões da degustação do dia 23/05/2007:

1- VSC 2001
Produtor- Viña Santa Carolina – Santiago – Chile
Castas-50% Cabernet Sauvignon, 20% Syrah , 20% Merlot e 10% Petit Verdot. Uvas provenientes dos Vales de Maipo e Rapel.
Enólogo-Ivan Martinovic ( hoje Sven Bruchfeld )
Teor alcoólico- 12,5%
Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho
Preço-R$ 135,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 18ºC.
Cor grená com reflexos alaranjados, baixa intensidade cromática, pequeno halo de evolução, brilho intenso, lagrimas variadas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, cereja, figo, ameixa seca, uva passas, banana passas, tostado, tabaco, chocolate ao leite, leite, baunilha, noz moscada, pimenta e notas de couro. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, com as frutas e a madeira bem integradas, com sensações de ameixa, tostado, chocolate, caramelo ao leite, bolacha ao leite, pimenta e noz moscada. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com excelente evolução; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 84/17

2- Zavala 2001
Produtor- Viña Tarapacá – Isla de Maipo – Valle de Maipo – Chile.
Castas- Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah
Enólogo-Sergio Correa Undurraga
Teor alcoólico- 13%
Amadurecimento- 13 meses em barricas de carvalho Francês, 8 meses em garrafa.
Preço- R$ 175,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 18ºC
Cor granada, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, groselha, pimenta, couro, tostado, tabaco, chocolate ao leite e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, madeira bem integrada, final picante, com sensações de ameixa, amora, cereja, chocolate, caramelo ao leite, madeira, menta e pimenta. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 86/17

3- D-Donoso Limited Edition 1999
Produtor- Agrícola Salve ( Domaine Oriental )- Talca- Vale de Maule – Chile
Castas- 80% Cabernet Sauvignon e 20% Carmenére .
Enólogo- Álvaro Awlagada F.
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento- em barricas de carvalho Francês ( 14 meses? )
Preço- R$ 200,00
Serviço- Ao ser aberto, a rolha estava ressecada e difícil de sair, sendo necessário o auxilio do saca rolhas de laminas.
A cor estava normal para um vinho evoluido, mas os aromas já mostravam o oxidado e o acido acético; na boca confirmou-se o defeito grave de um vinho oxidado e avinagrado.
Estando ele estragado, não foi servido.

4- Domus Áurea 2001
Produtor- Clos Quebrada de Macul – Peñalolen- Vale do Maipo - Chile
Castas-94% Cabernet Sauvignon e 6% Cabernet Franc.
Enólogo- Jean-Pascal Lacaze
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 15 a 18 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 200,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC.
Cor rubi com reflexos alaranjados, pequeno halo, brilho intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, romã madura, leve floral, pimenta, tostado, tabaco, chocolate, iogurte, baunilha, menta e esmalte de unha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, amplo, complexo, elegante com sensações de ameixa, chocolate, especiarias, menta, malte, iogurte e baunilha. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 87/17,5

5- De Martino Gran Família 2002
Produtor- Agrícola Santa Teresa ( De Martino )-Isla de Maipo – Vale de Maipo – Chile.
Castas- Cabernet Sauvignon
Enólogo- Marcelo Retamal
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 190,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC.
Cor castanho com reflexos alaranjados, brilho intenso, lagrimas bem formadas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, acetona, tostado, tabaco, chocolate, baunilha, menta e pimenta. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, típico, boa acidez, taninos macios e uma madeira a mais, com sensações de ameixa preta, chocolate amargo, tostado, pimenta, menta, baunilha, madeira e café torrado. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, tanico ( finos/muito agradáveis ); encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17




6- Casa Real 2002
Produtor- Viña Santa Rita – Alto Jahuel- Vale de Maipo - Chile
Castas-95% Cabernet Sauvignon e 5% Cabernet Franc.
Enólogo- Andrés Ilabaca
Teor alçoólico- 14%
Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 270,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC.
Cor rubi escuro com reflexos alaranjados, brilho intenso, lagrimas abundantes, bem formadas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, cereja, framboesa, tostado, tabaco, anis e pimenta. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, taninos macios, harmônico, com sensações de frutas vermelhas e pretas, chocolate ao leite, tostado, caramelo, menta, pimenta e anis. Álcool e acidez adequada, textura aveludada, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), robusto, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 87/17,5

7- Altair 2003
Produtor- Altair Vineyards – Totihue –Requinoa- Vale do Cachapoal- Vale de Rapel – Chile.
Castas- 71% Cabernet Sauvignon, 17% Carmenére, 6% de Merlot, 4% Syrah e 2% Cabernet Franc.
Enólogo- Ana Maria Cumsille Ubago sob supervisão de Pascal Chatonnet.
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 15 a 18 meses em barricas de carvalho francês.
Preço- R$ 290,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, cereja, groselha, pimenta, tostado, chocolate ao leite e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, potente, boa acidez, com sensações de frutas vermelhas e pretas carnudas, chocolate ao leite, especiarias, baunilha, caramelo, madeira nobre e notas salinas. Álcool e acidez adequados, textura redonda, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 86/17


8- Clos Apalta 2003.
Produtor- Casa Lapostolle- Santa Cruz – Vale de Colchagua- Vale de Rapel – Chile.
Castas- 80% Merlot, 5%Carmenére e 15%Cabernet Sauvignon.
Enólogo-Jacques Begarie e Andréa Leon sob supervisão de Michel Rolland.
Teor alcoólico- 14,9%
Amadurecimento-22 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 320,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC.
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas rosadas, bem formadas, finas e verticais.
Nariz muito intenso e excepcional com amora, ameixa, cereja, figo, floral ( gerânio ), tostado,tabaco, chocolate, caramelo, madeira, pimenta, manteiga quente, notas animais, fios de ovos, albumina cozida ( clara de ovo cozida ). Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, complexo, com sensações de amora, cereja, ameixa, tostado, chocolate, caramelo ao leite, cravo, pimenta e madeira tostada. Álcool ligeiramente quente, acidez adequada, textura macia, tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 90/18.


Depois da degustação foi servida uma Cazuela mista ( carne de boi, carne de cordeiro, carne de frango, e mariscos ), cozidos junto com papas ( batatas ), zanahoria ( cenouras ), clocho ( milho verde ), porotos ( vagem, judia ), zapallo ( tomate ), pimentão, funghi, cebolas, tomilhos, orégano, etc...

O vinho que melhor harmonizou foi o Domus Áurea.

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Qui Mai 31, 2007 8:13 pm    Assunto: Responder com Citação

Estas são as minhas impressões da degustação de ontem, dia 30/05/2007.

1- Casa Silva Los Lingues Gran Reserva 2005
Produtor-Viña Casa Silva – San Fernando – Vale do Colchagua –Vale de Rapel- Chile.
Castas- Carmenère
Enólogo- Mario Geisse
Teor Alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-80% do vinho estagia por 12 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 55,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, brilho médio para intenso, lagrimas medias, lentas e bem formadas.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, folha verde, leve tostado, chocolate ao leite, caramelo e notas de cimento. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutas bem maduras, final picante, com sensações de amora, framboesa, marmelada, caramelo, chocolate ao leite, pimenta e café. Álcool equilibrado, acidez um pouco plana, textura macia, taninos adequados ( bons/agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 82/16,5.


2- Misiones de Rengo Cuvée 2004
Produtor- Misiones de Rengo – Rengo – Vale de Rapel – Chile.
Castas- Carmenère
Enólogo-Sebastian Ruiz Flano
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento-10 meses em barricas de carvalho Americano e Francês.
Preço- R$ 65,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor grená escuro com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, rosadas, bem formadas, medias e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, lima, pimenta, tostado, café, chocolate ao leite, caramelo, doce de leite, queijadinha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, madeira e as frutas bem integradas, e uma boa acidez, com sensações de framboesa, notas cítricas, caramelo, chocolate ao leite, madeira tostada, cocada preta e café. Álcool e acidez adequados, textura macia,taninos adequados ( bons/agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 80/16.


3- Sunrise 2003
Produtor- Concha Y Toro – Valle Central – Chile
Casta- Carmenère
Enólogo- Carlos Halabay
Teor alcoólico – 13%
Amadurecimento-60% em tanques de aço inox e 40% em barricas de carvalho Americano e Francês de segundo e terceiro ano ( tosta media ) por 3 meses.
Preço- R$ 20,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 18ºC
Cor grená/púrpura, brilho médio, lagrimas variadas.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, vegetal, leve pimentão, tostado e leve café. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável,( embora mostrando um açúcar residual e um amargor vegetal a mais ), final picante, com sensações de framboesa, casca de goiaba verde, vegetal, anis e pimenta. Álcool equilibrado, acidez adequada, textura macia, levemente tanico, corpo médio, equilibrado, com evolução boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 70/14.


4- TerraNoble Gran Reserva 2003
Produtor- Viñedos Terranoble – Talca – Valle do Maule – Chile.
Casta-96% Carmenère e 4% Cabernet Sauvignon
Enólogo-
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- em barricas de carvalho
Preço- R$ 80,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi retinto, brilho intenso, lagrimas rosadas, medias, bem formadas.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, maça vermelha, vegetal, tostado, café, chocolate e leve serragem de madeira. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, com sensações de amora, framboesa, ameixa preta, tostado alto, defumado, chocolate amargo, café e pimenta do reino. Álcool e acidez adequados, textura macia, tanico ( bons ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 78/15,5


5- De Martino Single Vineyard 2002
Produtor- De Martino – Islã de Maipo – Vale do Maipo – Chile
Castas- Carmenère
Enólogo- Marcelo Retamal
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 97,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor grená escuro, pequeno halo de evolução, brilho médio, lagrimas bem formadas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, damasco, goiabada, coco verde, pimenta, pimentão, vegetal, pinus, couro, tostado, chocolate, café. Media persistência.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutas e madeira bem integrada, com sensações de amora, framboesa, licor de jabuticaba, chocolate amargo, café, tostado, cocada preta, leve pimenta, hortelã e chá mate. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, tanico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 83/16,5


6- Terrunyo 2004
Produtor- Concha Y Toro – Peumo – Valle de Cachapoal – Valle Central – Chile.
Castas- 85% Carmenère, 12% Cabernet Sauvignon, 2,5% Petit Verdot e 0,5%Cabernet Franc.
Enólogo- Ignacio Recabarren
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 17 meses em barricas de carvalho Francês ( 90% novas e 10% de 1 ano ).
Preço- R$ 118,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, rosadas, medias e lentas.
Nariz intenso e excepcional com amora, ameixa, framboesa, groselha, jambo, avelã, pimenta, tostado, café, baunilha e bolacha aveia/mel. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, complexo, com boa acidez e sensações de frutas vermelhas e pretas, chocolate amargo, café , tostado, avelã, capuccino, aveia, pimenta , menta e notas terrosas. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 86/17.


7- Purple Angel 2004
Produtor- Viñas Montes – Vinhedos Apalta -Vale de Colchagua – Chile.
Castas- 92% Carmenère e 8% Petit Verdot
Enólogo-Aurélio Montes
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-18 meses em barricas de carvalho Americano e Francês.
Preço- R$ 180,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, rosadas, medias, lentas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora,framboesa, compota, carambola, cravo da índia, hortelã, tostado, café, chocolate ao leite,caramelo e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, fresco, elegante, com sensações de amora, framboesa, carambola, figo seco, chocolate amargo, caramelo ao leite, madeira tostada, cravo da índia. Álcool e acidez adequados, textura macia, tanico ( finos/agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17.


8- De Martino Gran Família 1999
Produtor- De Martino –Isla de Maipo – Vale de Maipo – Chile
Castas- Carmenére
Enologo- Marcelo Retamal
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 190,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 16ºC.
Cor rubi/castanho com reflexos alaranjados, brilho médio para intenso, lagrimas lentas, bem formadas, medias e verticais.
Nariz intenso e excepcional com ameixa seca, figo seco, framboesa, pimenta,cravo da índia, leve balsâmicos, leve oxidado, tostado, tabaco, café, chocolate, cedro, iogurte, baunilha, couro e alcatrão.Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, elegante, complexo, com sensações de ameixa seca, figo seco, framboesa, ameixa preta, notas licorosas,malte, tostado, baunilha, chocolate, caramelo, pimenta, alcatrão, tabaco e café. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 88/17,5.

Depois da degustação foi servido um misto de charquicán/vaca atolada, legumes puxados na manteiga a parte ( ervilha torta, couve de Bruxelas, cenoura baby ).
Com o frio que estava caiu muito bem, e não fez feio com os vinhos, na verdade ficou muito bom.
Destaque para o De Martino Gran Família e o Terrunyo.

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sáb Ago 18, 2007 11:11 pm    Assunto: Degustação vinicolas Porta e Veranda Responder com Citação

Estas são as minhas impressões da degustação do dia 15/08/2007:
1- Porta Gran Reserva 2005
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile
Castas- Chardonnay proveniente do vinhedo Santa Ana ao lado do rio Bio-Bio no Vale do mesmo nome.
Enólogo- Jéssica Tomei e Rodrigo Romero.
Teor alcoólico- 13,5%
Amadurecimento- Parte fermentado em aço inox e parte em barricas de carvalho com battonage.
Preço- R$ 69,50
Serviço- Servido a 10ºC
Cor amarelo palha com reflexos esverdeados, brilho médio para intenso, lagrimas grossas, rápidas e verticais..
Nariz intenso e muito bom com casca de abacaxi, pêra, uva passa, lichia, leve floral, açúcar , leve tostado. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, fresco, com sensações de abacaxi em calda, pêra em calda, tostado, vegetal, banana e coco seco, álcool e acidez adequados, textura macia, pouco encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional com boa evolução. Nota 76/15

2- Veranda Reserva 2005
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Chardonnay provenientes do vale de Casablanca.
Enólogo- Constanza Schwaderer e Pascal Marchand
Teor alcoólico – 13,5%
Amadurecimento- 9 meses em barricas de carvalho Francês ( 20% novas ).
Preço- R$ 72,50
Serviço- Servido a 10ºC
Cor amarelo claro com reflexos esverdeados, brilho médio para intenso, lagrimas medias e rápidas.
Nariz mais fechado, abrindo aos poucos com abacaxi, pêssego, pêra, jenipapo, floral, orégano, leve baunilha, iogurte e manteiga. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, bem equilibrado, com sensações de abacaxi, pêssego pêra cozida,, leve baunilha, leve tostado, frutas secas, iogurte, manteiga e notas minerais. Álcool e acidez adequados, textura macia, corpo médio, bem equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 80/16.

3- Porta Gran Reserva 2005
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Pinot Noir provenientes do vale do Bio-Bio.
Enólogo- Ana Lorena Solomó
Teor alcoólico – 14,5%
Amadurecimento- 14 meses em barricas de carvalho ( 20% novas e 50% de segundo uso ).
Preço- R$ 69,50
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 15ºC
Cor rubi claro, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, medias e lentas.
Nariz intenso e muito bom com amora, groselha, rosa, leve cominho, leve pimenta, vegetal, empireumáticos e madeira. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, frutado, madeira presente e leve amargor final, com sensações de amora, groselha, iogurte de morango, pimenta, coco queimado, madeira e vegetal. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, pouco tanico, corpo de médio para encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 78/15,5.

4- Veranda reserva 2005
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Pinot Noir provenientes do vale de Casablanca.
Enólogo- Constanza Schwaderer e Pascal Marchand
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- 10 meses em barricas de carvalhoFrancês ( 35% novas )
Preço- R$ 72,50
Serviço- Decantado por meia hora e servido 15ºC.
Cor rubi claro, brilho intenso, lagrimas abundantes, medias e lentas.
Nariz intenso e muito bom com amora, framboesa, groselha, leve floral, noz moscada, acetona, chocolate ao leite, e leve madeira. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, frutado, madeira bem integrada, com sensações de amora, groselha, framboesa, chocolate ao leite e pimenta. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados, corpo de médio para encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 79/16.

5- Porta Gran Reserva 2005
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Merlot provenientes do Vale de Maipo.
Enólogo- Ana Lorena Solomó
Teor alcoólico – 14,5%
Amadurecimento- 14 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 69,50
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas rosadas, bem formadas, finas, rápidas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, framboesa groselha, pimenta, acetato de butila (banana ), tostado, chocolate, caramelo ao leite, baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, frutado, com sensações de ameixa, framboesa, groselha, tostado, chocolate, caramelo ao leite, menta, pimenta. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, levemente tanico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 83/16,5.

6- Veranda Reserva 2003
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Syrah provenientes do vale do Aconcagua.
Enólogo- Constanza Schwaderer e Pascal Marchand
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- 10 meses em barricas de carvalho Francês ( 50% novas )
Preço- R$ 72,50
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi, media intensidade cromática, brilho médio, lagrimas bem formadas, finas, longas e verticais.
Nariz intenso e excepcional com ameixa, cassis, figo seco, banana passa, tamarindo, pimenta, anis, defumado, chocolate, baunilha, acetona, iodado e couro. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, complexo, com sensações de ameixa, cassis, ameixa seca, baunilha, defumado ( bacon), e pimenta. Álcool e acidez adequados, textura aveludada, taninos adequados, encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 83/16,5.

7- Porta Limited Edition Cima 2000
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Cabernet Sauvignon provenientes do vinhedo Santa Isabel no Vale do Aconcagua.
Enólogo- Ana Lorena Solomó
Teor alcoólico – 13%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho Francês ( Troncais ).
Preço- R$ 150,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18ºC
Cor castanho com reflexos alaranjados, brilho intenso, lagrimas bem formadas, lentas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, groselha, ameixa seca, pimenta, tostado, tabaco, chocolate, baunilha, tinta nanquim, leve balsamicos e leve couro. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, harmônico, complexo, com sensações de frutas vermelhas e pretas em compota, tostado, tabaco, chocolate, malte, menta, pimenta e hortelã. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom , com boa persistência. Nota 85/17.

8- Porta Winemaker Reserva 2006
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Pinot Noir provenientes do vinhedo Santa Ana no Vale do Bio-Bio.
Enólogo- Ana Lorena Solomó
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- 6 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 36,00
Serviço- Servido a 15ºC
Cor rubi claro, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes, medias e bem formadas.
Nariz intenso e bom com groselha, morango, leve floral, especiarias, leve tostado e leve madeira. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, frutado, fresco, com sensações de cereja, groselha, morango, caramelo, vegetal e madeira. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, pouco tanico, corpo médio, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 76/15.

9- Porta Winemaker Reserva 2005
Produtor- Viñedos e Bodegas Corpora – Requinoa – Chile.
Castas- Syrah provenientes de vinhedos localizados no pé do monte Aconcagua e perto do rio Aconcagua no vale do mesmo nome.
Enólogo- Ana Lorena Solomó
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- mínimo 6 meses em barricas de carvalho Francês e depois misturado com vinho reserva muito frutado.
Preço- R$ 36,00

Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC.
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, rosadas, media e bem formadas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, cassis, pimenta verde, vegetal, acetato de butila, caramelo ao leite. Persistente
Na boca mostrou-se agradável, frutado, com sensações de ameixa, groselha, cassis, caramelo ao leite, madeira, pimenta, cravo. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, tanico ( bons ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 78/15,5.

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Ter Out 30, 2007 8:45 pm    Assunto: Responder com Citação

Estas são as minhas impressões da degustação do dia 24/10/2007:
Vinícola CarinaE – Importadora Volantis.

1- El Galgo Branco 2006
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina
Casta- Torrontés – uvas do Valle de Calchaquies ( 1700 m ) – Cafayate- Salta
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 13,5%
Preço- R$ 35,00
Serviço- Servido a 6ºC
Cor amarelo palha clarinho, brilho intenso.
Nariz muito intenso e bom, fragrante de frutas e flores, com lichia, melão, lima, rosa branca menina e açúcar. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, bem fresco e com boa acidez, com sensações de lichia, melão e um leve açúcar. Álcool levemente quente, acidez acentuada, textura macia, pouco encorpado, quase equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 79/16

2- Carinae Rose 2005
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina
Casta- Malbec ( uvas de Perdriel-Luján de Cuyo e Cruz de Piedra-Maipu)
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 13,5%
Preço- R$ 30,00
Serviço- Servido a 8ºC
Cor rosada, brilho intenso.
Nariz simples de intensidade média e muito boa, com groselha, cereja. Media persistência.
Na boca mostrou-se frutado, fresco e com leve amargor final, com sensações de groselha, caramelo ao leite, cereja marrasquino e pimenta. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, pouco encorpado, médio equilíbrio, com evolução boa; retrogosto intenso e bom, com media persistência. Nota 65/13

3- El Galgo Rose 2005
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- Malbec ( uvas de Perdriel-Luján de Cuyo e Cruz de Piedra-Maipu)
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico – 13,5%
Preço- R$ 35,00
Serviço- Servido a 8ºC
Cor rosada, brilho intenso, lagrimas abundantes e variadas.
Nariz simples de intensidade media e muito boa, com cereja, goiaba, groselha, romã. Media persistência.
Na boca mostrou-se frutado, fresco e com leve amargor final, com sensações de groselha, cereja marrasquino, notas lácteas, pimenta e amargor vegetal. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, pouco encorpado, médio equilíbrio, com evolução boa; retrogosto intenso e bom, com boa persistência. Nota 67/13,5.

4- Carinae Reserva 2004
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra- Maipu – Mendoza – Argentina
Casta- Malbec ( uvas provenientes de Perdriel )
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 14,4%
Amadurecimento- em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 45,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas, rápidas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, framboesa, esepciarias, leve tostado, tabaco, chocolate e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, com a madeira bem integrada, com sensações de amora, ameixa, framboesa, chocolate amargo, caramelo ao leite, notas licorosas e pimenta. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 81/16

5- El Galgo 2005
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- Merlot ( uvas do Valle do Uco- La Consulta )
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 45,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes e variadas.
Nariz intenso e bom com framboesa, groselha, pimenta, leite, caramelo e leve baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, frutado, harmônico, com sensações de salada de frutas, groselha com leite, framboesa, uvaia. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados ( bons ), corpo médio, quase equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 76/15

6- Carinae Reserva 2005
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Casta- Syrah ( uvas de Cruz de Piedra – Maipu )
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 15%
Amadurecimento- em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 45,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC.
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, rápidas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com acetato de etila, groselha, pimenta, leve defumado, chocolate e caramelo. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, potente, frutado, com sensações de groselha, ameixa, chocolate, caramelo e pimenta. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, taninos adequados ( bons/agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto intenso e excepcional, com boa persistência. Nota 79/16.

7- El Galgo Gran Reserva 2004
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- Malbec ( uvas de Calle Cobos – Pedriel- Luyan de Cuyo )
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- 15 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 100,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi com reflexos violáceos, pequeno halo de evolução, brilho intenso, lagrimas bem formadas, longas, finas e verticais.
Nariz fechado, abrindo aos poucos com amora, figo, pitanga, pimenta, vegetal, chocolate, caramelo ao leite e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, harmônico, frutas e madeira bem integradas, taninos macios, com sensações de frutas vermelhas e pretas em compota, chocolate ao leite, doce de banana, toffe, pimenta e notas licorosas. Álcool e acidez adequados, textura macia, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 83/16,5.

8- Carinae Prestige 2005
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- 70% malbec , 20% Syrah e 10% Cabernet Sauvignon.
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 15 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 120,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC.
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, lentas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, groselha, pimenta, tabaco, chocolate, toffe e leve baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, frutas e madeira bem integradas, com sensações de frutas vermelhas e pretas maduras e carnudas, chocolate, notas licorosas, caramelo e pimenta. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17.

9- El Galgo 2004
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- Malbec ( uvas de Calle Cobos, Perdriel- Lujan de Cuyo )
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 14%
Amadurecimento- em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 45,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, rápidas e medias.
Nariz intenso e bom com acetato de etila, álcool, ameixa, framboesa, vegetal, chocolate, caramelo ao leite e cocada. Persistente.
Na boca mostrou-se agradável, frutado, com sensações de frutas vermelhas em compota e caramelo ao leite. Álcool um pouco quente, acidez um pouco plana, textura macia, levemente tanico, encorpado, médio equilíbrio, com evolução muito boa; retrogosto intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 75/15.

Após a degustação foi servido Lagarto assado.

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Senhor dos Vinhos



Registrado: Quinta-Feira, 17 de Novembro de 2005
Mensagens: 48

MensagemEnviada: Qua Out 31, 2007 1:06 am    Assunto: Responder com Citação

O meu interesse pelos vinhos da América do Sul começou aquando de uma viagem ao Brasil em 2003. Naquele país concentram-se todos os melhores vinhos deste continente e tive a oportunidade de beber grandes vinhos. Mas houve um país que se destacou: o Chile!
Vinhos únicos, com um carácter vincado! Sempre procurei ao longo destes últimos anos vinhos alguns dos vinhos que provei e novidades mas sempre foi difícil encontrar.
Agora surgiu-me a oportunidade passado este tempo de trabalhar um produtor chileno: MONTES. São vinhos espectaculares, sejam eles rosé, brancos ou Tintos! 90 ou mais pontos na Wine Spectator e Robert Parker!
Visitem o site: www.monteswines.com
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Qua Out 31, 2007 12:16 pm    Assunto: Responder com Citação

Senhor dos Vinhos,
Meus parabéns pela aquisição no seu portfolio, uma grande vinicola, com um grande enólogo.
Vinhos muitos bons nas suas faixa de preço, embora só alguns efetivamente possam se dizer na faixa dos 90 ou mais pontos.

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Seg Fev 18, 2008 9:52 pm    Assunto: Responder com Citação

Dia 21/02/2008 estarei fazendo esta degustação:
Degustação de Vinhos Top Argentinos
Importadora Grand Cru
LOCAL: TRATORIA DI PIERO
RUA D.EUGÊNIA Nº 2239 Piracicaba SP
FONE: (019 ) 34335451
DIA: 21/02/2008 HORÁRIO: 20:00 hs

Vinhos Apresentados
1- Bramare Chardonnay 2005
2- Chacra 32 Pinot Noir 2006
3- Pulenta Gran Corte 2005
4- Riglos Gran Corte 2005
5- Vistalba Corte A 2004
6- Flechas Gran Corte 2004
7- Andeluna Pasionado 2003

De entrada será servido:Berinjela a parmegiana
Após a degustação- Cardápio normal do restaurante não incluso no preço.


Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Ter Fev 26, 2008 9:53 pm    Assunto: Responder com Citação

Estas são as minhas impressões desta degustação:
Degustação de vinhos Top Argentinos- Importadora Grand Cru
Tratoria di Piero – Piracicaba - 21/02/2008

1- Bramare 2005
Produtor- Viña Cobos – Perdriel- Lujan de Cuyo – Mendoza – Argentina.
Castas- Chardonnay de viñedo Marchiori em Perdriel ( 980 m de alt. )
Enólogo- Andréa Marchiori , Luis Barraud e Paul Hobbs.
Teor alcoólico – 14,9%
Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho Francês ( 50% novas )
Preço- R$ 120,00
Serviço- Aberto meia hora antes e servido a 8ºC
Cor amarelo palha com reflexos esverdeados, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes, medias e verticais.
Nariz intenso e muito bom, rico, com abacaxi, carambola, maça verde, leve maracujá, frutas secas, pimenta, menta, chocolate branco, manteiga e waffer de baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, boa acidez, com álcool pronunciado e um leve amargor final, com sensações de abacaxi, amêndoas, tostado, bolacha waffer, baunilha, menta, pimenta, chocolate branco e chá verde.Álcool quente, acidez acentuada, textura macia, corpo médio, médio equilíbrio, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 82/16,5

2- Chacra 32 2005 ( gf nº 1708 de 2772 produzidas )
Produtor- Bodega Chacra – Mainque – Rio Negro – Patagônia – Argentina.
Castas- 100% Pinot Noir plantada em 1932, e em pé franco ( 200 m de alt.).
Enólogo- Hans Vinding-Diers
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- 14 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 360,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 15ºC
Cor rubi com reflexos violáceos, media intensidade cromática, brilho intenso, lagrimas variadas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa amarela, goiaba madura, framboesa, groselha, rosas, noz moscada, álcool, tostado, café e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, frutas e madeira bem integradas e álcool pronunciado, com sensações de frutas vermelhas, tostado, café e baunilha. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom com ótima persistência. Nota 83/16,5.

3- Riglos Gran Corte 2005 ( 8696 gfs produzidas )
Produtor- Bodega Riglos- Vale do Uco – Tupungato – Mendoza – Argentina.
Castas- 55% Malbec e 45% Cabernet Sauvignon de vinhedo Finca Lãs Divas ( 1250 m de alt.)
Enólogo- Pulgui Rodrigues Villa com acessória de Paul Hobbs.
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho Francês ( Alliers )
Preço- R$ 180,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, opaco, brilho médio para intenso, lagrimas bem formadas, lentas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, groselha, ameixa seca, cominho, pimenta, tostado, tabaco, chocolate, baunilha e serragem. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, madeira muito pronunciada, com sensações de madeira tostada, chocolate amargo, baunilha, jabuticaba, ameixa, amora, pimenta e menta. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, tanico ( muito agradáveis ), encorpado, quase equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 82/16,5

4- Flechas de Los Andes Gran Corte 2004
Produtor- Bodega Flechas de Los Andes – Vista Flores – Tunuyan – Mendoza – Argentina.
Castas- 60% Malbec, 20% Merlot e 20% Syrah ( 1100 m de alt. ).
Enólogo-Pablo Richardi e Michel Rolland
Teor alcoólico – 15,1%
Amadurecimento- 14 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 150,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi/castanho escuro, brilho intenso, lagrimas abundantes, lentas, finas e verticais.
Nariz fechado no inicio, intenso e muito bom com framboesa, groselha, banana passa, anis, pimenta, menta, tostado, chocolate, baunilha e caramelo ao leite. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, viril, e um leve amargor ( agradável ), com sensações de tostado, caramelo, chocolate ao leite, banana passa, frutas vermelhas e pretas, pimenta e menta.
Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, tanico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17.

5- Vistalba Corte A 2004 ( 16100 gfs produzidas )
Produtor- Vistalba ( Carlos Pulenta ) – Vistalba – Lujan de Cuyo – Mendoza – Argentina.
Castas- 40% Malbec, 40% Cabernet Sauvignon e 20% Bonarda de Finca Vistalba plantado em 1948 ( 980 m )
Enólogo- Carlos Pulenta
Teor alcoólico – 15%
Amadurecimento- 18 meses em barricas de carvalho Francês.
Preço- R$ 160,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi/púrpura com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas bem formadas, lentas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, pimenta, álcool, caramelo, tostado, tabaco, café e madeira. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, com leve amargor final, com sensações de frutas vermelhas e pretas, notas licorosas, tostado, baunilha, bala de café, chocolate, caramelo, pimenta e paprica. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, levemente tanico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom com ótima persistência. Nota 85/17

6- Pulenta VII Gran Corte 2004 ( 15300 gfs produzidas )
Produtor- Pulenta Estate – Alto Agrelo – Lujan de Cuyo – Mendoza – Argentina.
Castas-30% Malbec, 27% Merlot, 21%Cabernet Sauvignon, 16%Tannat e 6% Petit Verdot ( 980m).
Enólogo- Fabrico Orlando
Teor alcoólico – 14%
Amadurecimento- 12 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 150,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro, pequeno halo de evolução, brilho médio para intenso, lagrimas abundantes, bem formadas, lentas e verticais.
Nariz muito intenso e muito bom, rico, com ameixa, cereja, framboesa, floral, canela, pimenta, banana assada, coco queimado, tostado, defumado, chocolate, toffe, carne crua, vegetal seco e azeitona. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, elegante, harmônico, com sensações de frutas vermelhas e pretas, tostado, baunilha, caramelo, chocolate ao leite, notas licorosas e especiarias. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com boa persistência. Nota 86/17.

7- Pasionado Andeluna Gran Reserva 2003
Produtor- Andeluna Cellars ( Familia Reina ) – Gualtallary – Tupungato – Mendoza – Argentina.
Castas- 35%Cabernet Sauvignon, 35% Merlot, 20%Malbec e 10%Cabernet Franc
Enólogo- Silvio Alberto e Michel Rolland
Teor alcoólico – 14,7%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 190,00
Serviço- Decantado por meia hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas e verticais.
Nariz fechado no inicio, intenso e muito bom com ameixa, cereja, pimenta, menta, tostado, chocolate ao leite e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, elegante, complexo, com sensações de tostado, chocolate,caramelo ao leite, cereja, ameixa, notas licorosas, baunilha, pimenta e menta. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 87/17,5.


Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sáb Mai 10, 2008 2:13 pm    Assunto: Responder com Citação

No dia 29/05/2008 estarei fazendo este painel de degustação:
DEGUSTAÇÃO DE GRANDES VINHOS ARGENTINOS



LOCAL: ENOPIRA

Rua Mamede Freire nº 79 Piracicaba SP
Fone: (019) 34241583- 82040406
DIA: 29/05/2008 HORÁRIO: 20:00 hs


VINHOS APRESENTADOS



1- Carinae Prestige 2005- R$ 120,00

2- Mendel Unus 2004- R$ 160,00

3- Renascer 2004- R$ 180,00

4- Colomé Reserva 2004- R$ 183,00

5- Cuvelier Los Andes Grand Vin 2004-R$ 195,00

6- Benegas Lynch 2002- R$ 188,00

7- Finca Los Nobles Cabernet Bouchet 2002- R$192,00

8- Poesia 2002- R$ 290,00



************************************************ *****

Após a degustação será servido: Carne de panela com batatas coradas.

Saudações,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sáb Mai 31, 2008 8:15 pm    Assunto: Responder com Citação

Estas são as minha impressões da degustação do dia 29/05/2008:

1- Carinae Prestige 2005
Produtor- Bodega Carinae – Cruz de Piedra – Maipu – Mendoza – Argentina.
Castas- 70% malbec , 20% Syrah e 10% Cabernet Sauvignon.
Enólogo- Supervisão de Michel Rolland
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 15 meses em barricas novas de carvalho Francês.
Preço- R$ 120,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC.
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas bem formadas, médias, lentas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, groselha, violeta, cominho, pimenta, tabaco, chocolate, caramelo ao leite e leve baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, frutado, com a madeira harmônica, taninos macios e sensações de frutas vermelhas e pretas em geléia, toffe, pimenta, menta, chocolate, leve baunilha, caramelo ao leite e tabaco. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 85/17.

2- Renacer 2004
Produtor- Bodegas y Viñedos Renacer – Perdriel – Lujan de Cuyo – Mendoza – Argentina.
Castas- 96% Malbec e 4% Cabernet Franc (50% La Consulta-1100m e 50% Agrelo-900 msnm )
Enólogo- Alberto Antonini e Héctor Durigutti.
Teor alcoólico – 14,7%
Amaudrecimento- 24 meses em barricas novas de carvalho francês. 12 meses em garrafas.
Preço- R$ 180,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas e verticais.
Nariz fechado, abrindo depois com média intensidade e muito bom com amora, tamarindo, gerânio, pimenta, tostado, tabaco, chocolate e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, viril, com os taninos um pouco duros e verdes, com sensações de amora, ameixa, maça vermelha, tostado, chocolate amargo, baunilha, pimenta e notas de coco queimado. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, levemente tanico ( bons ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 82/16,5

3- Cuvelier Los Andes Grand Vin 2004
Produtor- Cuvelier Los Andes – Vista Flores – Valle do Uco – Tunuyan – Mendoza- Argentina.
Castas- 75% Malbec, 15% de Merlot e 10% Cabernet Sauvignon.
Enólogo-Adrian Manchon e consultoria de Michel Rolland
Teor alcoólico- 15,5%
Amadurecimento- 11 meses em barricas de carvalho francês ( 50% novas ).
Preço- R$ 195,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas abundantes, lentas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, framboesa, especiarias, tostado, chocolate ao leite, wafer e baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, potente, frutas carnudas, madeira elegante, com sensações de frutas em geléia ( ameixa, framboesa, groselha ), notas licorosas, tostado, chocolate ao leite, leve menta e pimenta cambuci. Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, tanico ( muito agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 86/17.

4- Colomé Reserva 2004
Produtor- Bodega Colomé – Valle Calcachi – Molinos – Salta – Argentina.
Castas- 80% Malbec e 20% Cabernet Sauvignon- Vinhedos de 90 a 150 anos( 2200 a 3002 msnm)
Enólogo- Randle Johnson e Steve Galvan – Atual – Thibaut Delmotte.
Teor alcoólico- 15%
Amadurecimento- 24 meses em barricas novas de carvalho francês. 12 meses em garrafa.
Preço- R$ 198,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, opaco, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas, longas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, jabuticaba, especiarias, tostado, café, chocolate, baunilha, madeira nobre e açúcar mascavo. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, frutas em geléia, madeira pronunciada, mas agradável, com sensações de geléia de frutas, pimenta, notas licorosas, tostado,baunilha, café, chocolate, paçoquinha de amendoim, torrone, bala de coco caramelizada ( caseira ), cedro e notas minerais ( terrosa e pedra de riacho ). Álcool levemente quente, acidez adequada, textura macia, levemente tanico ( finos/muito agradáveis ), de encorpado para robusto, equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 84/17.

5- Mendel Unus 2004
Produtor- Beau Lieu ( Mendel Wines ) – Terrada- Lujan de Cuyo – Mendoza- Argentina.
Castas- 70% Malbec e 30% Cabernet Sauvignon de vinhedos em pé franco ( 1928 ) a 1000msnm
Enólogo- Roberto de la Mota e Santiago Mayorca
Teor alcoólico- 14,2%
Amadurecimento- 16 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 176,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi escuro com reflexos violáceos, brilho intenso, lagrimas bem formadas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, anis, pimenta, tostado, chocolate, toffe e leve baunilha. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, frutado, elegante, madeira bem integrada, com sensações de amora, cereja, ameixa, notas licorosas, toffe, baunilha, pimenta, leve anis e cedro. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 88/17,5.


6- Benegas Lynch Meritage2002.
Produtor- Bodega Benegas – Mayor Drummond- Lujan de Cuyo - Mendoza- Argentina.
Castas- 50% Cabernet Franc, 30% Cabernet Sauvignon, 15% Merlot e 5% Petiti Verdot (Libertad)
Enólogo- Frederico Benegas Lynch com consultoria de Michel Rolland.
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 188,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor castanho escuro, pequeno halo de evolução, brilho intenso, lagrimas abundantes, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, cereja, framboesa, pimenta, tostado, tabaco, chocolate, marinhola, baunilha e madeira úmida. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, boa acidez e ainda tanico, com sensações de frutas vermelhas e pretas, tostado, chocolate amargo, baunilha, pimenta, menta e notas de paprika.Álcool levemente quente, acidez acentuada, textura macia, tanico ( bons/agradáveis ), encorpado, equilibrado, com evolução muito boa; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 83/16,5.

7- Luigi Bosca Finca Los Nobles Cabernet Bouchet 2002
Produtor-B.Leoncio Arizu- Mayor Drummond- Lujan de Cuyo – Mendoza – Argentina.
Castas-Cabernet Sauvignon (Petit Bouchet ) e Cabernet Franc (Grand Bouchet) do vinhedo Los Nobles (La Compuertas.1050msnm)
Enólogo- José Hernández Toso e José Irrera
Teor alcoólico- 14,5%
Amadurecimento-24 meses em barricas novas de carvalho francês.12 meses em garrafa.
Preço- R$ 193,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 16ºC
Cor rubi/castanho escuro, pequeno halo de evolução, brilho intenso, lagrimas abundantes e bem formadas.
Nariz intenso e muito bom com ameixa, pimenta, tostado, tabaco, própolis e notas animais. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, viril, harmônico, com sensações de ameixa, cereja preta, tostado, tabaco, baunilha, pimenta e menta. Álcool e acidez adequados, textura macia, tanico ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e muito bom, com ótima persistência. Nota 87/17,5.

8- Poesia 2002
Produtor- Poesia – Maipú- Mendoza- Argentina.
Castas- 60% Malbec e 40% Cabernet Sauvignon de pé franco ( 1935 ) em Lujan de Cuyo.
Enólogo- Héléne Garcin e Patrice Lévêque, com consultoria de Michel Rolland.
Teor alcoólico – 13,5%
Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho francês.
Preço- R$ 290,00
Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18ºC
Cor rubi escuro, brilho intenso, lagrimas bem formadas, finas e verticais.
Nariz intenso e muito bom com amora, ameixa, semente de jatobá, vagem seca de sibipiruna, pimenta e empireumáticos. Persistente.
Na boca mostrou-se muito agradável, elegante, harmônico, com sensações de frutas pretas maduras, chocolate ao leite, pimenta, menta e notas de alcaçuz. Álcool e acidez adequados, textura sedosa, taninos adequados ( finos/muito agradáveis ), encorpado, muito equilibrado, com evolução excelente; retrogosto muito intenso e excepcional, com ótima persistência. Nota 89/18.

Depois da degustação foi servido uma carne de panela (Noix de entrecôte com molho de tutano ) e
batata corada que acabou valorizando bastante os vinhos.

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Sáb Mai 31, 2008 8:43 pm    Assunto: Responder com Citação

Para mostrar como as opiniões pessoais são variadas ( e que este tipo de comparação, talvez não sirva para nada ), coloco os resultados copilados dos outros participantes, alguns resultados podem até pareçer que não são justos, mas foi o que deu.
Será que é a qualidade intriseca dos vinhos ou os gostos pessoais que no final mais prevaleçe?

TABELA DE COMPARAÇÃO DE NOTAS
TIPO DE DEGUSTAÇÃO: Vinhos Argentinos LOCAL: ENOPIRA DATA:29/05/2008
1º= 8 pontos; 2º=7; 3º=6; 4º=5; 5º=4; 6º=3; 7º=2; 8º=1
VINHOS Carinae2005 Renascer2004 Cuvelier2004 Colomé2004 Mendel2004 Benegas2002 F.Nobles2002 Poesia2002
1 Luiz Otávio 5º 8º 4º 6º 2º 7º 3º 1º
2 Zé Henriqu 4º 8º 6º 4º 6º 1º 2º 2º
3 Gisa 4º 8º 1º 3º 7º 6º 5º 2º
4 Nilsinho 4º 8º 6º 5º 1º 7º 3º 2º
5 Renê 2º 3º 6º 5º 4º 1º 7º 8º
6 Marcelino 5º 8º 3º 4º 2º 7º 6º 1º
7 Pedro 3º 8º 2º 4º 1º 7º 6º 5º

1º Poesia- 42
2º Mendel- 40
3º Carinae-36
4º Colomé -32
5º Cuvelier-29
6º Benegas-27
7º F.Nobles-25
8º Renacer-12

Saudações
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Rui Vasconcelos



Registrado: Quinta-Feira, 15 de Julho de 2004
Mensagens: 1126
Localização: Porto

MensagemEnviada: Dom Jun 01, 2008 4:33 pm    Assunto: Responder com Citação

luiz otávio peçanha escreveu:
Será que é a qualidade intriseca dos vinhos ou os gostos pessoais que no final mais prevaleçe?

Caro Luiz Otávio, julgo que nesta citação se referia à questão levantada neste tópico (?) :

http://www.novacritica-vinho.com/forum/viewtopic.php?t=7161

Na verdade, o “tema” .... dá para reflectir ... não é de todo, pacífico.

luiz otávio peçanha escreveu:
Para mostrar como as opiniões pessoais são variadas ( e que este tipo de comparação, talvez não sirva para nada ), coloco os resultados copilados dos outros participantes, alguns resultados podem até pareçer que não são justos, mas foi o que deu.

Discordo que talvez não sirva para nada, caro Luiz Otávio.
Merecem-me a maior consideração, apreço e admiração os descritivos de prova, quando emitidas por provadores credenciados, grupo em que o incluo muito justamente, relativamente à “prova” propriamente dita.
Eu reconheço as minhas limitações e a minha incapacidade.

Já quanto à “nota” atribuída ou “valorização relativa” de qualidade, para além do “prazer individual”, aí é que as coisas se complicam, ou seja, apreciar, descrever e transmitir as impressões sensoriais encontradas é uma coisa, mas medi-las, atribuir-lhes um valor numérico, é outra, bem mais complicada. Aqui entra em causa a relatividade e a subjectividade e todos os “perigos” inerentes ao gosto pessoal, na minha opinião.

É um exercício interessante analisar os dados de que dispômos e tirarem-se algumas conclusões.

luiz otávio peçanha escreveu:

TABELA DE COMPARAÇÃO DE NOTAS
TIPO DE DEGUSTAÇÃO: Vinhos Argentinos LOCAL: ENOPIRA DATA:29/05/2008

1º= 8 pontos; 2º=7; 3º=6; 4º=5; 5º=4; 6º=3; 7º=2; 8º=1

VINHOS Carinae2005 Renascer2004 Cuvelier2004 Colomé2004 Mendel2004 Benegas2002 F.Nobles2002 Poesia2002

1 Luiz Otávio 5º 8º 4º 6º 2º 7º 3º 1º
2 Zé Henriqu 4º 8º 6º 4º 6º 1º 2º 2º
3 Gisa.......... 4º 8º 1º 3º 7º 6º 5º 2º
4 Nilsinho .....4º 8º 6º 5º 1º 7º 3º 2º
5 Renê .........2º 3º 6º 5º 4º 1º 7º 8º
6 Marcelino ...5º 8º 3º 4º 2º 7º 6º 1º
7 Pedro ........3º 8º 2º 4º 1º 7º 6º 5º

Podemos concluir que o Renê foi aquele que mais se desviou da média dos provadores, com um “desvio” de 22 pontos em relação à média, enquanto que o Marcelino foi o que mais perto esteve das “opiniões médias”, apenas com 6 pontos de desvio.
É curioso o Renê ter considerado como pior o vinho considerado pela média dos restantes como “o melhor”, e ter considerado como 3º aquele que foi considerado como o pior por todos os outros.
Eu creio que isso, por si só, não revela que ele seja melhor ou pior apreciador que os outros. Trata-se é da “tal” subjectividade induzida pelo gosto ou prazer pessoal. Será ?...


1 Luiz Otávio 5º 8º 4º 6º 2º 7º 3º 1º ... Desvio 10 pontos
2 Zé Henriqu 4º 8º 6º 4º 6º 1º 2º 2º ... ... “ .... 17 ... “
3 Gisa......... 4º 8º 1º 3º 7º 6º 5º 2º ... .... “ .... 14 ... “
4 Nilsinho.... 4º 8º 6º 5º 1º 7º 3º 2º ... .... “ ... 10 ... “
5 Renê........ 2º 3º 6º 5º 4º 1º 7º 8º ... .... “ ... 22... “
6 Marcelino.. 5º 8º 3º 4º 2º 7º 6º 1º ... .... “ ... 6 ... “
7 Pedro ...... 3º 8º 2º 4º 1º 7º 6º 5º ... .... “ ... 10 ... “


Igualmente, para os vinhos provados, e não considerando a votação do Renê, por demasiado divergente, concluiremos que :


1º Poesia--- 42 ... Desvio 7 pontos
2º Mendel--- 40 ..... “ ... 11 ... "
3º Carinae-- 36 ..... “ .... 7 ... "
4º Colomé-- 32 ..... “ ..... 4 ... "
5º Cuvelier--29 ..... “ ... 12 ... "
6º Benegas--27 ..... “ .... 9 ... "
7º F.Nobles--25 ..... “ ... 17 ... "
8º Renacer--12 ..... “ .... 0 ... "


Donde se pode concluir que o Renascer, unanimemente, foi de facto o pior vinho (ou que menos agradou ao painel), enquanto que o Nobles foi o mais controverso.


... mas como disse acima, tudo isto tem muito que se lhe diga e mantém-se a questão :

Qualidade intrínseca ou gosto pessoal ... ???
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Dom Jun 01, 2008 5:43 pm    Assunto: Responder com Citação

Caro Rui Vasconcelos,
Sim, referia-me ao tópico, e tambem a uma questão mais ampla, que é se estas classificações servem de algum indicio seguro ( não me referia as discrições de prova, pois estas, no meu modo de ver, servem de orientação quanto ao estilo dos vinhos, etc... ) da qualidade comparativa de um vinho.

Tua analise vem de encontro com outras opiniões ( estes assuntos são como pedras atiradas no charco, sempre fazem ondas ), as quais coloco abaixo:

- Para ver como é interessante uma degustação as cegas e séria
Ao contrário do que concluiste, o resultado é muito expressivo
Os gostos são totalmente discrepantes, ou alguns são somente bebedores de
rótulos, mas, se for sério prevalecem os gostos pessoais, em detrimento dos
gostos dos formadores de opinião, catálogos de importadores, pareceres de
entendidos, e outros opiniáticos

- Minha resposta:
O que mencionei é que cada um classificou os vinhos do seu ponto de vista ( não impus uma determinada ficha de degustação ), não achando justo quando a opinião geral ia contrário o seu ponto de vista.

O que deu para perceber é que cada um valoriza, mais ou menos, diferentes caracteristicas de cada vinho, uns mais a potência, outros a elegancia, outros o equilibrio, outros a diferença, etc...
Os participantes são experientes ( uns mais, outros menos; e eu menos ainda ).
Para mim a opinião dos criticos, catalogos, entendidos, e outros opiniáticos ( nos quais me incluo ) são simplesmente opiniões próprias, sob seus critérios e pontos de vistas, que podem servir de baliza para consumidores que se identificam com as opiniões dos mesmos, ou então para aqueles que querem conferir/confrontar as suas próprias impressões.
Sou contra que o preço de um vinho suba quando é bem classificado, mas fazer o que, é o mercado funcionando, e compra quem quer.
Na minha opinião, deve prevalecer o que dá prazer para o consumidor, independente do que os outros acham, e vinho bom é aquele que se gosta; mas que o gosto evolui e se educa, com o conhecimento e a diferenciação.

- Não conheço nenhum dos vinhos provados.
Por isso só analiso os numeros, que não são tão discrepantes, como de inicio me pareciam.

1- Todos menos 1 reconheceram o pior vinho
2- O melhor vinho foi reconhecido pela maioria (1 e 2)
3- O segundo melhor também.

Excepto pelo provador N 5, os outros não parecem ter um desvio padrão muito grande, mas não calculei.

As outra avaliações podem estar ligadas a preferencias de envelhecimento, há vinhos de varias idades, ás castas envolvidas, ás madeiras usadas e ao estilo do vinho.
É só uma constatação, não tenho provas cientificas, provadores mais jovens tendem a favorecer vinhos estilo novo mundo, provadores mais velhos tendem ao velho mundo.


-Minha resposta:
Tuas constações vão de encontro com as minhas.
Fizemos a mesma classificação, excluindo o Renê ( N5, provador mais velho de idade, mas não acostumado a pontuar vinhos, só a bebe-los ) e os resultados da classificação não se alterou, aonde resolvemos manter os seus resultados.
Neste caso especifico, acho que os estilos de vinhos e variações de castas fizeram mais diferença que a idade dos vinhos.
Pelo que percebi a formula de corte da Malbec em torno de 70%, completada com Cabernet Sauvignon, ou outras castas, foi o que mais agradou.
A intenção da degustação, mais que a confrontação, foi apresentar 4 vinhos de diferentes lugares da Argentina ( Salta, Maipu, Lujan de Cuyo e Vale do Uco ), e 4 vinhos de um mesmo lugar ( Lujan de Cuyo ).

Alem das tuas observações a respeito da preferência de cada provador, acrescento a escola aonde foi formado ( grupos aonde prova normalmente ), aonde é influenciado pelo professor/formador de opinião, tendendo a alinhar-se com as preferências dos mesmos.
Por isto que nos mesmos grupos não há muita divergência de opiniões, situação que muda, quando os provadores são de vários grupos.


Muitos assuntos para reflexões.

Desculpa estar usando coisas já escritas, mas minha cabeça já esta na Itália, preparando a apresentação das DOCGs da Toscana ( 04/06/2008 ), e tambem tenho uma degustação da vinicola Planeta ( Sicilia ) no dia 03/06/2008.

Abraços,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.


Editado pela última vez por luiz otávio peçanha em Dom Jun 01, 2008 5:53 pm, num total de 1 vez
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho Todos os horários são GMT + 1 Hora
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
Página 5 de 6

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB