NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum NovaCrítica-vinho.com
Forum de Discussão
 
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

E se um dia beber Oriolus oriolus isso é...

 
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
Pedro Gomes



Registrado: Segunda-Feira, 25 de Outubro de 2004
Mensagens: 1102
Localização: Lisboa

MensagemEnviada: Sáb Abr 07, 2012 6:56 pm    Assunto: E se um dia beber Oriolus oriolus isso é... Responder com Citação

... a mais recente aposta da Sogrape!

Efectivamente, depois de uma primeira homenagem ao património da flora duriense (com a marca Esteva), a Casa Ferreirinha entendeu que era chegada a hora de relevar a avifauna da região. E a escolha recaíu no Papa Figos (Oriolus oriolus), ave estival que invade a região duriense (sobretudo o Douro Superior), preferencialmente entre finais de abril e meados de setembro.

Não sei até que ponto esta estratégia tem impacto comercial, mas não escondo o meu particular apreço por este tipo de "branding" alusivo à biodiversidade e ecossistemas regionais. E, por acaso, o Douro tem muito por explorar neste domínio. Mas deixemo-nos de considerandos de índole comercial e passemos ao que aqui nos traz, o vinho:

Segundo as palavras de Luís Sottomayor, enólogo principal da Casa Ferreirinha, o Papa Figos 2010 aparece como um vinho para se posicionar entre as marcas Esteva e Vinha Grande. Ainda segundo o seu autor, procurou-se um vinho versátil, ou seja, que pudesse ser consumido novo, sem que isso impedisse algum estágio em garrafa. Para tal foram utilizadas uvas da Quinta da Leda (crucial para a estrutura do vinho) a que se juntaram uvas provenientes de vinhedos situados a 350-400m de altitude (a fim de conferir acidez ao lote).

Para além disso, a equipa de enologia apostou em fermentações menos longas e a mais baixas temperaturas por forma a conferir um cunho frutado mais evidente que pudesse imprimir maior empatia logo em tenra idade. Resumindo as principais características deste novo tinto temos:


PAPA FIGOS 2010

Região: Douro D.O.C.

Graduação alcoólica: 13%

Volume de produção: 100 mil garrafas

Uvas: próprias (30%) e adquiridas (restantes)

Castas: Touriga Franca (predominante)/Touriga Nacional/Tinta Roriz e Tinta Barroca

Estágio: 25% do lote passa 12 meses em carvalho novo de origem francesa

PRVP: 6€


Tom violáceo muito vivo a marcar um vinho com média concentração. Abre com pontas de noz verde e evolui com o incremento da dimensão frutada, neste caso com as impressões de amora e cereja preta a puxarem ao rebuçado e, ocasionalmente, à geleia. Medianamente encorpado, mais austero do que o nariz faria supor e com uma força ácida que equlibra a madurez do fruto. Não disfarça uma textura já bastante redonda e macia, ainda que a ligeira intromissão dos taninos no final lhe confiram mais vigor e outra garra (para além de sugerirem um potencial de guarda a não desprezar). Moderada persistência final num vinho de perfil moderno que, embora fortemente apoiado no impacto da fruta, não caiu no erro de descambar no excessivamente "guloso".

Um tinto de estrutura mediana que, ou muito me engano ou, vai fazer grande moça na restauração. E mais ainda, vamos ver até que ponto as marcas Esteva e Vinha Grande não se ressentem. Ah pois...!

Um grande abraço e... até já!

Pedro
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho Todos os horários são GMT + 1 Hora
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB