NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum NovaCrítica-vinho.com
Forum de Discussão
 
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

A banalização das notas de provas

 
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Seg Out 10, 2011 4:23 pm    Assunto: A banalização das notas de provas Responder com Citação

Aproveitando a discussão no Fórum Enológico, sobre avaliação e notas de vinhos, gostaria da opinião de vocês sobre o que considero a banalização das notas de vinhos.
Hoje em dia qualquer vinho recebe notas altas, e no meu modo de ver o consumidor é ignorante ou preguiçoso para ter um bom discernimento sobre as mesmas, e é claro o pessoal do marketing aproveita disto.
Eu brinco que hoje a classificação real é de 80 a 100 (e não mais 50-100), e que qualquer nota abaixo dos 85 é ofensiva ao produtor.
Na escala européia (0-20) ainda se tenta manter uma certa resistência com notas de 13 a 20, mas a média fica em torno dos 15, que equivaleria em torno dos 88.
É obvio que os descritores de prova, o perfil e gosto do critico, o contexto da prova e tudo o mais deveria ser levado em consideração, mas na prática a maioria do consumidor não ve nada disto, se fixando somente na nota.
Eu por brincadeira estou pontuando agora na escala 50-100 (e bonzinho, mais na escala 80-100), porque cansei de ir contra a corrente e pontuar na escala 0-100, aonde as notas baixas forçariam as pesssoa que vissem as minhas notas, questiona-la por que de ser tão baixa (aqui no Brasil).

Indo para a parte mais sérias pergunto:
- há uma banalização exagerada das notas e elas descaradamente estão sendo usadas como mercadoria comercial?
- a qualidade média dos vinhos aumentaram e isto se reflete na notas?
- a prova de muitas amostras, num curto espaço de tempo, tende a forçar o critico a pontuar numa estreita e segura faixa de notas?
- evoluções e padronizações tecnológicas, procurando se adequar ao gosto do consumidor iniciante, tendem a deixar os vinhos bem feitos e sem defeitos; a critica tem de refletir esta tendência, procurando ir de encontro ao grande volume produzido deste tipo de vinhos e a sua grande demanda, pois ai é que está o moto propulsor economico de toda a cadeia do vinho?
- os vinhos de Portugal, por uma boa parte ter um perfil diferenciado e nem sempre compreendido, sofrem para se enquadrar neste perfil de notas globais?

Abs,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Pedro Gomes



Registrado: Segunda-Feira, 25 de Outubro de 2004
Mensagens: 1102
Localização: Lisboa

MensagemEnviada: Qua Out 12, 2011 11:34 pm    Assunto: Re: A banalização das notas de provas Responder com Citação

luiz otávio peçanha escreveu:
Aproveitando a discussão no Fórum Enológico, sobre avaliação e notas de vinhos, gostaria da opinião de vocês sobre o que considero a banalização das notas de vinhos.
Hoje em dia qualquer vinho recebe notas altas, e no meu modo de ver o consumidor é ignorante ou preguiçoso para ter um bom discernimento sobre as mesmas, e é claro o pessoal do marketing aproveita disto.
Eu brinco que hoje a classificação real é de 80 a 100 (e não mais 50-100), e que qualquer nota abaixo dos 85 é ofensiva ao produtor.
Na escala européia (0-20) ainda se tenta manter uma certa resistência com notas de 13 a 20, mas a média fica em torno dos 15, que equivaleria em torno dos 88.
É obvio que os descritores de prova, o perfil e gosto do critico, o contexto da prova e tudo o mais deveria ser levado em consideração, mas na prática a maioria do consumidor não ve nada disto, se fixando somente na nota.
Eu por brincadeira estou pontuando agora na escala 50-100 (e bonzinho, mais na escala 80-100), porque cansei de ir contra a corrente e pontuar na escala 0-100, aonde as notas baixas forçariam as pesssoa que vissem as minhas notas, questiona-la por que de ser tão baixa (aqui no Brasil).

Indo para a parte mais sérias pergunto:
- há uma banalização exagerada das notas e elas descaradamente estão sendo usadas como mercadoria comercial?
- a qualidade média dos vinhos aumentaram e isto se reflete na notas?
- a prova de muitas amostras, num curto espaço de tempo, tende a forçar o critico a pontuar numa estreita e segura faixa de notas?
- evoluções e padronizações tecnológicas, procurando se adequar ao gosto do consumidor iniciante, tendem a deixar os vinhos bem feitos e sem defeitos; a critica tem de refletir esta tendência, procurando ir de encontro ao grande volume produzido deste tipo de vinhos e a sua grande demanda, pois ai é que está o moto propulsor economico de toda a cadeia do vinho?
- os vinhos de Portugal, por uma boa parte ter um perfil diferenciado e nem sempre compreendido, sofrem para se enquadrar neste perfil de notas globais?

Abs,
Luiz Otávio


Olá Luiz,

Em primeiro lugar quero agradecer a sua insistência e o seu esforço para que se fale de vinho neste fórum.

As questões que coloca são extremamente pertinentes e, em larga medida, você quase que acaba por responder às perguntas levantadas, dando sinais de grande clarividência e de um espírito muito acutilante.

Em termos sucintos vou procurar dar-lhe a minha visão, na certeza de que a minha abordagem tem carácter abstracto e é aplicável à escala global.

1ª PERGUNTA

Em termos genéricos, sim. Claro que sim e, isso é particularmente notório em publicações com grande projecção nos mercados (independentemente do suporte utilizado).

2ª PERGUNTA

A resposta é óbvia: sim, claro que sim. O vinho é cada vez mais um produto agro-INDUSTRIAL e, malgrado muitos inconvenientes que isso possa acarretar, daí resulta uma mais-valia óbvia que é uma elevação na qualidade média dos vinhos.

3ª PERGUNTA

Aí não consigo dar-lhe uma resposta definitiva. Acredito que os críticos, no exercício da sua função, seguem princípios e metodologias muita próprias e, porventura, diferenciadas. Ora, nessa óptica, fazer generalizações poderá resultar altamente falacioso. Mas, percebo perfeitamente onde pretende chegar.

4ª PERGUNTA

Vou dividir a sua interrogação, em duas partes. Em relação à primeira, a resposta é óbvia e já foi focada na 2ª pergunta: claro que sim!

Em relação à segunda parte, aí é que a coisa fia mais fino e dá azo a acesa controvérsia. É verdade que grande parte da crítica actua de forma reactiva, procurando entrar em sintonia com grande parte das tendências vigentes. Pessoalmente, encaro a crítica numa óptica precisamente contrária, ou seja, olho para ela como um veículo pró-activo que deve "orientar" o mercado e não seguir-lhe as pegadas.

Estou convicto de que é só com esta atitude de antecipação ao mercado que a qualidade é salvaguardada. Estranho não é? Mas é assim mesmo.

5ª PERGUNTA

Eu estou tentado a dizer-lhe que acho que sim... mas penso que não! Estou a brincar, mas a verdade é que não tenho uma ideia definida sobre essa matéria. Por vezes sou tentado a concordar com a sua visão mas, não raras vezes dou comigo a encontrar outras explicações. Na verdade, não tenho uma resposta para lhe dar.

Reitero a importância e a pertinência das suas questões. Seria interessante ouvir outras opiniões.

Um grande abraço e... até já!

Pedro
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
luiz otávio peçanha



Registrado: Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2005
Mensagens: 1403
Localização: piracicaba/sp/brasil

MensagemEnviada: Ter Out 18, 2011 1:47 am    Assunto: Responder com Citação

Olá Pedro,
Obrigado pelas respostas.
Vamos ver se aparecem mais algumas intervenções.

Abs,
Luiz Otávio
_________________
De vinho em vinho vamos aprendendo um pouquinho.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    NovaCrítica-vinho.com - Índice do Fórum -> Vinho Todos os horários são GMT + 1 Hora
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibido.
Responder Tópicos Proibido
Editar Mensagens: Proibido.
Excluir Mensagens: Proibido.
Votar em Enquetes: Proibido.


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB